22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Walter Alves não descarta apoio do PMDB a Robinson em 2018: “Portas abertas a todos”

Foto: Canindé Soares

Presidente interino do PMDB no Rio Grande do Norte até a última sexta-feira 20, o deputado Walter Alves (PMDB-RN) deu lugar ao senador Garibaldi Alves (PMDB) no comando do partido no estado. Na oportunidade, o parlamentar discutiu os planos da sigla para 2018 e, quando questionado sobre uma possível aliança com o governo atual de Robinson Faria (PSD), não descartou escutar as propostas de outros políticos.

“Vamos escutar a classe política. Nosso presidente Garibaldi acabou de falar que o PMDB está de portas abertas e vai conversar com todo mundo. Para quem queira e respeite o PMDB nessa conjuntura de 2018, o PMDB estará de portas abertas para todo mundo”, declarou.

Walter também explicou quais são os projetos atuais e futuros da bancada do PMDB em Brasília. O deputado contou que o partido tem batalhado para conseguir melhorias para resolver dois dos principais problemas que assolam o Rio Grande do Norte: a seca e a violência.

“O senador Garibaldi e eu, como deputado federal, temos ajudado os prefeitos sem capacidade de investimentos e com dificuldade de pagar a folha. Além disso, temos grandes projetos como a transposição do Rio São Francisco. A barragem de Oiticica conta especialmente com a bancada do PMDB, bem como as adutoras de Caicó, de Currais Novas, a BR-304 e a Reta Tabajara – tudo está contando com a nossa força para ajudar a dar continuidade às realizações. Agora mesmo, como deputado federal, destinamos para custeio da segurança pública um investimento de R$ 55 milhões”, disse.

Com Garibaldi assumindo o comando do PMDB-RN após a prisão de seu ex-comandante Henrique Alves, Walter, que estava como interino, retorna à cadeira de vice-presidente.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

IBGE divulga edital de processo seletivo para 1.152 vagas temporárias de recenseador

Por G1

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (20) edital de processo seletivo para 1.152 vagas temporárias para o cargo de recenseador. As oportunidades são para atuar no Censo Agropecuário 2017.

O IBGE não fará um concurso para selecionar os trabalhadores. Isso será feito por meio de um processo seletivo, qué e uma continuidade da seleção publicada no edital nº 02/2017. Essa selação foi criada especificamente visando suprir as vagas nas UF/áreas de trabalho que tiveram candidatos inscritos em número inferior ao de vagas oferecidas, tiveram a listagem de candidatos aprovados esgotadas ou, ainda, não tiveram candidatos inscritos. O quadro completo com as vagas e localidade não tinha sido divulgado até a última atualização desta reportagem.

No site do “Diário Oficial da União” é possível ver o edital. Acesse aqui.

CONFIRA AQUI A LISTA COMPLETA DE CONCURSOS E OPORTUNIDADES

Os candidatos devem ter nível fundamental e no mínimo 18 anos. O salário será por produção, calculada por setor censitário, conforme taxa fixada e de conhecimento prévio pelo recenseador, com base nas quantidades de unidades de estabelecimentos agropecuários recenseados.

A jornada de trabalho recomendável será de, no mínimo, 25 horas semanais, além da participação integral e obrigatória no treinamento. Do total das oportunidades, 5% serão reservadas para pessoas com deficiência e 20% para negros.

As inscrições estarão abertas de 23 de outubro a 6 de novembro nos postos de inscrição do IBGE conforme lista divulgada no site www.ibge.gov.br/institucional/trabalhe-conosco.html. Não há cobrança de taxa de inscrição.

A seleção será feita por meio de análise de títulos.A duração do contrato será de até cinco meses. As renovações e/ou rescisões dos contratos estarão condicionadas ao cronograma da operação e aos resultados da avaliação de desempenho do contratado.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Assembleia inicia debate sobre regulamentação do setor de reciclagem no RN

A deputada estadual Cristiane Dantas (PCdoB) presidiu nesta sexta-feira (20), na Assembleia Legislativa, audiência pública para discutir sobre a “política de incentivo para o desenvolvimento da indústria de reciclagem do Rio Grande do Norte”. A falta de incentivo, aliada às altas taxas de licenciamento cobradas no Estado, deram o tom do debate que foi travado com o objetivo de encontrar soluções para o setor.

“Sabemos que o desenvolvimento sustentável é um dos pontos fortes da sociedade atual e o Rio Grande do Norte não pode se furtar a essa discussão e, sendo assim, precisa avançar neste sentido. Atualmente 25 empresas são filiadas ao Sindicato da Indústria de Reciclagem do RN”, disse a parlamentar em seu discurso. As empresas instaladas no Estado geram mais de 1,200 empregos. “Aliado a isso temos um importante viés social advindo da reciclagem que são as cooperativas de catadores, tirando os ex-catadores de lixo da rua e dando-lhes renda e dignidade para suas famílias”, ressaltou a parlamentar.

“Essa audiência pública é o primeiro passo para que possamos avançar no incentivo à indústria de reciclagem”, explicou a deputada, que levantou o tema para amadurecer o debate e apresentar um projeto de lei para regulamentar o trabalho no setor. “Não é só redução de impostos que quero propor nessa lei”, acrescentou a parlamentar, que ouviu dos participantes que as sobretaxas cobradas, tanto na compra de equipamento, quanto no licenciamento ambiental, tem se apresentado como os maiores problemas para o setor de reciclagem.

“As usinas de reciclagem trabalham com apenas 60% de sua capacidade”, afirmou o presidente  do Sindicato das Indústrias de Reciclagem e Descartáveis do Estado do Rio Grande do Norte – Sindrecicla, Roberto Serquiz, um dos oradores da audiência. A ociosidade no setor foi reforçada pelo diretor-presidente da Urbana, Cláudio Porpino, que disse que somente 4% do lixo produzido na capital é reciclado. Ele citou como avanço uma indústria instalada no município de Baraúna, que hoje recebe os pneus usados que antes eram levados para reciclagem em Alagoas. “Esse ano já foram recebidos pela Urbana 147 mil pneus.

Também presente à mesa principal, o membro do Conselho Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (Complan), Rodolfo Guerreiro, questionou a falta de incentivo, afirmando que o Rio Grande do Norte perde a maior parte do resíduo ambiental para estados que tem apoio. Mesma reclamação de Marcônio Dantas, representante das empresas de reciclagem na audiência pública. Ele questionou as taxas cobradas pelo Idema, superiores às cobradas, por exemplo, em estados como Alagoas.

Também participaram da audiência o advogado Urbano Medeiros, presidente da Comissão de Direito Ambiental da OAB-RN, a juíza Fátima Soares, presidente da Comissão Permanente de Gestão Ambiental (Copegam) do Tribunal de Justiça, e outros inscritos como o presidente da Associação de Catadores do RN, Héverton Rocha.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

RN: Exposição marca 500 anos da Reforma Protestante

A Assembleia Legislativa sedia, a partir desta segunda-feira (23), uma exposição alusiva à passagem dos 500 anos da Reforma Protestante. Denominada de “Expo Reforma”, a mostra reúne painéis e vídeos sobre o movimento reformista cristão até o dia 31 deste mês, no Salão Nobre da Casa, por iniciativa do mandato do deputado estadual Jacó Jácome (PSD).

“Tivemos a ideia de elaborar essa exposição para que a sociedade possa tomar conhecimento da importância histórica e não só religiosa da Reforma Protestante. Com a ‘Expo Reforma’, será possível a compreensão das consequências políticas, econômicas, culturais e educativas do movimento”, explicou Jacó Jácome, cujo gabinete reuniu o material que será exposto.

A exposição vai contar com painéis com informações e imagens do movimento culminado em 1517 por Martinho Lutero e que propôs uma reforma no catolicismo romano. Trechos da série “Lutero: Muito Além da Religião” e depoimentos de pastores locais também serão apresentados ao público, que vai poder visitar a mostra das 8h às 15h, com entrada gratuita.

Sessão solene

O assunto também será tema de sessão solene na Assembleia Legislativa. O evento, igualmente proposto pelo deputado Jacó Jácome, acontece no dia 30 de outubro, às 9h, no plenário da Casa.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Mega-Sena

Ninguém acerta e Mega-Sena pode pagar R$ 16 milhões

G1 – Ninguém acertou as 6 dezenas do concurso 1.980 da Mega-Sena que foi sorteado neste sábado (21) no município de Assis Chateaubriand (PR). A estimativa de prêmio para o próximo concurso é de R$ 16.000.000.

Veja as dezenas sorteadas: 12 – 16 – 17 – 18 – 34 – 37. A quina teve 77 apostas ganhadoras, com o valor de R$ 22.167,05 para cada um. A quadra teve 4.689 apostas ganhadoras, com o valor de R$ 520,02 para cada um.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Brasileiros são convocados a participar de mobilização contra o Aedes aegypti

Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Na luta contra o Aedes aegypti, o Governo do Brasil convoca todos os brasileiros para uma mobilização intensiva contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e vírus zika. Em pronunciamento à nação, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, ressaltou os resultados obtidos no combate ao Aedes e a importância da continuação de campanhas.

Até o começo de setembro desde ano, foram notificados 219 mil casos prováveis de dengue em todo o País, índice 84% menor do que aquele registrado no mesmo período de 2016. No caso da febre chikungunya, foram registrados 171,9 mil casos prováveis, uma redução de 32%. A infecção pelo vírus zika sofreu a redução mais significativa: de 211,4 mil para 15,5 mil casos prováveis. A queda foi de 92% em relação a 2016.

Os números são otimistas e mostram que o País está no rumo certo na luta contra o mosquito Aedes aegypti, vetor das doenças mencionadas, mas com a aproximação do período de chuvas, a população não pode se descuidar e deve permanecer atenta para não deixar água parada. Por esse motivo, o Ministério da Saúde está organizando uma grande mobilização que deverá contar com a colaboração de todos os brasileiros: a Sexta-Feira Sem Mosquito.

“Vamos manter o ritmo e proteger o Brasil dessas doenças. Organizamos no ministério uma grande mobilização para todo o País. Trabalhadores, alunos, homens, mulheres, cidadãos de todas as regiões podem colaborar”, adianta o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

O ministro explica que a mobilização inclui ações nas escolas públicas do País, que devem começar nas próximas semanas. “Crianças e jovens serão agentes da saúde, voluntários participando, multiplicando o que cada um deve fazer para não deixar água parada e eliminar os focos do mosquito”, explica Barros.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Mau uso da rede de esgotos acarreta prejuízos à população

A cidade do Natal está no caminho para se tornar uma das primeiras capitais brasileiras a ter 100% de cobertura do esgotamento sanitário. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) vem trabalhando diuturnamente na execução das obras em vários pontos da cidade, mas também atua no sentido de promover a educação ambiental, alertando a população para que esteja atenta ao bom uso do sistema de esgotamento sanitário. Se os benefícios do serviço são muitos, da mesma forma são grandes os prejuízos trazidos pelo desleixo na sua utilização.

Um dos problemas mais frequentes é o descarte de lixo na rede de esgotos, caracterizado como uso inadequado e danoso ao sistema de esgotamento sanitário. A tubulação não é projetada para receber lixo e isso pode ocasionar transtornos como o entupimento da rede coletora, vazamento de esgoto em residências, mau cheiro e aparecimento de ratos, aumentando o risco de problemas de saúde à população. Também há prejuízos causados à Caern, obrigando à mudança da rotina operacional nas estações de tratamento de esgotos (ETEs) e danificando equipamentos que vão se desgastando rapidamente.

Para se ter uma ideia, todo mês as quatro estações de tratamento de esgotos (ETE´s) da regional Natal Norte recolhem 5,0 m³ de material inorgânico, no processo chamado de “gradeamento”. É o equivalente a 5.000 litros indevidos, com maior incidência de sacola plástica, garrafa pet, pneu, madeira e animais, respectivamente, prejudicando a rede de esgotamento sanitário e o meio ambiente.

A Caern frequentemente alerta usuários do sistema de esgotamento sanitário que o esgoto doméstico deve ser composto apenas de fezes, urina e águas servidas utilizadas na lavagem de louça, roupa e banho. Além disso, as caixas de esgoto precisam estar sempre fechadas e lacradas com massa de cimento fraca. A falta desse cuidado transforma o local em porta aberta para a entrada de folhas, areia, restos de comida e outros materiais de lixo inadequados.

ÓLEO

Outra irregularidade com que o sistema é afetado é o descarte do óleo de cozinha através do ralo da pia. Poucas pessoas sabem o malefício causado pelo descarte de forma incorreta. Ao chegar à rede de esgoto, o óleo endurece, gerando ‘pedras’ dentro das tubulações que, com o passar do tempo, endurece e cria obstruções. Essas obstruções podem causar extravasamento de esgoto, além de prejudicar o trabalho realizado nas estações de tratamento de esgotos (ETEs). Quando o óleo de cozinha é descartado pela pia, se não houver uma caixa de gordura, ele chega às estações de tratamento e se agrega às matérias orgânicas, formando placas na tubulação até obstrui-la. Isso danifica o sistema de tratamento e compromete os micro-organismos que tratam o esgoto.

Para evitar que o óleo chegue à rede coletora de esgoto é necessário que as residências possuam uma caixa de gordura, onde o óleo será depositado, e que deverá ser limpa periodicamente, caso contrário não funciona corretamente. Mesmo com a caixa de gordura, é recomendável que o óleo, após ser utilizado, não seja despejado na pia. O ideal é que ele seja armazenado em um recipiente para ser entregue em algum posto de coleta da cidade.

OBRAS

As equipes que trabalham nas obras de esgotamento sanitário também vêm se deparando com uma irregularidade frequente: A ligação clandestina à rede de esgotos. Proprietários de imóveis ligam suas casas à tubulação que vem sendo assentada antes de que a obra esteja concluída. Sem estar interligada a uma estação de tratamento de esgoto, a rede não tem destinação para os dejetos, resultando em prejuízos para o sistema e para a população.

A Caern mantém grupos de mobilizadores sociais que esclarecem sobre o correto uso do sistema, alertando os usuários de que só podem fazer a interligação na rede de esgotos quando forem expressamente autorizados pela empresa. Agir diferente configura-se como crime ambiental, passível de multa e responsabilização criminal.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

TJRN realiza mutirão de cadastramento e distribuição processual a partir de segunda-feira (23)

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) promove a partir da próxima segunda-feira (23) o mutirão de cadastramento e distribuição processual. O objetivo da iniciativa é acelerar a tramitação de processos que aguardam julgamento no 2º grau de jurisdição.

De acordo com a secretária judiciária Walteíze Barbosa, serão priorizados durante esta ação o cadastramento e a distribuição de apelações cíveis autuadas no mês de agosto. Para a secretária, o trabalho vai garantir celeridade a tramitação dos processos.

“Para a população, o ganho será a resposta mais rápida aos processos que estavam parados, que ainda não haviam sido cadastrados e distribuídos. Com o mutirão e o seguimento dado a esses processos, o cidadão terá seu direito mais rapidamente apreciado”, explica Barbosa.

A secretária ainda ressaltou o esforço coletivo para realização do mutirão. Para a realização do cadastramento e da distribuição, a equipe da Secretaria Judiciária será reforçada por oito servidores da Secretaria de Gestão Estratégica, que também cederá o espaço físico, uma vez que a Secretaria Judiciária continuará funcionando normalmente apesar da programação especial. A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) também participará do mutirão.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

“Vocês vão todos morrer”, disse estudante antes de disparar contra colegas em escola de Goiânia

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (20/10), o delegado Luiz Gonzaga Junior, titular da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), informou que o estudante que abriu fogo em uma escola de Goiânia, matando dois colegas, disse em depoimento ser vítima de bullying no colégio e que, por isso, cometeu o ataque.

Assim que o adolescente de 14 anos sacou a arma em sala de aula, seu primeiro alvo foi o colega que praticava bullying contra ele. Depois, o atirador, segundo o delegado, “sentiu vontade de matar mais” e seguiu com os disparos. “Ele falou para todo mundo: ‘vocês vão todos morrer’”, detalhou.

Ainda conforme Gonzaga Junior, depois de matar seu desafeto, o adolescente fez disparos a esmo e teria assassinado, inclusive, um amigo seu. O rapaz só parou com os disparos depois de ser convencido verbalmente pela coordenadora da escola. “Ele não entregou a arma para ela, mas a travou e eles foram juntos para a biblioteca aguardar a chegada da Polícia Militar”, disse o delegado. A docente também dissuadiu o jovem — que ainda tinha um carregador com mais munição — de tirar a própria vida.

Ouvidos de maneira informal pela polícia, funcionários da escola disseram que o adolescente era “ótimo aluno, com ótimas notas”. O pai — um major da Polícia Militar —, por sua vez, lembrou que o rapaz já havia sido submetido a um tratamento psicológico.

A arma usada no crime pertencia à mãe do suspeito. Ela também integra o quadro da Polícia Militar de Goiás. Embora o adolescente tenha afirmado que pegou a arma escondido e que não teve aulas de tiros com eles, os pais serão ouvidos e podem responder criminal e administrativamente.

Em relação ao bullying, o jovem afirmou não ter comunicado ninguém da escola ou da família sobre a situação. Ele estima que há dois ou três meses vinha pensando em cometer o ataque e que se inspirou nos atentados de Columbine, nos Estados Unidos, e Realengo, no Rio de Janeiro, ambos cometidos em escolas.

Correio Braziliense

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

1,46 milhão de trabalhadores ainda não sacaram abono de 2015, diz pasta

O Ministério do Trabalho informou, nesta sexta-feira (20), que aproximadamente 1,46 milhão de trabalhadores ainda não sacaram os mais de R$ 1 bilhão referentes ao abono salarial do PIS/Pasep de 2015. De acordo com a pasta, o prazo final para o saque dos valores é 28 de dezembro, e não haverá prorrogação.

Para verificar quem tem direito, é necessário ter em mãos o número do PIS ou do CPF e informar a data de nascimento no site do Ministério do Trabalho. Outra possibilidade para verificar se há recursos a serem retirados é procurar as agências bancárias da Caixa Econômica, caso o trabalhador for servidor público, ou do Banco do Brasil, caso trabalhe na iniciativa privada.

Segundo o chefe responsável pelo benefício no Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan, a lista com os nomes dos trabalhadores com direito ao abono e que ainda não sacaram os valores está disponibilizada no site da pasta.

Quem tem direito?

É necessário ter trabalhado formalmente por ao menos 30 dias em 2015 para receber o benefício com remuneração média de até dois salários mínimos. O trabalhador também precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelos menos cinco anos e ter os dados informados corretamente pelo empregador.

Neste ano, o valor que cada trabalhador tem para receber é calculado conforme a quantidade de meses trabalhados formalmente no ano de referência e pode variar de R$ 79 a R$ 937.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Um milhão de participantes acessam cartão de confirmação do Enem

Divulgados nesta sexta-feira (20), os cartões de confirmação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram acessados por 1 milhão de participantes nas primeiras quatro horas após a liberação.

O cartão traz informações sobre a opção de língua estrangeira para a avaliação e sobre a necessidade ou não de atendimento especializado, além do local de prova. A consulta pode ser feita pelo aplicativo do Enem ou pela Página do Participante.

Quem precisar de uma declaração de comparecimento ao Enem deve levar a declaração personalizada impressa que está na Página do Participante, para ser assinada pelo coordenador de prova.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Segunda fase do campeonato de futebol de Jucurutu terá início neste sábado

Começa neste sábado (21), a segunda fase do campeonato de futebol masculino de Jucurutu. Conforme vem ocorrendo desde a primeira fase, os jogos serão disputados no campo do bairro Santa Isabel.

Compartilhe:
Página 1 de 1.03512345...102030...Última »

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros