11/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

PF prende mulher e faz 3ª maior apreensão de ecstasy do RN

Mulher foi presa com 45 mil comprimidos de ecstasy (Foto: Divulgação/PF)

Por G1 RN

A Polícia Federal apreendeu na madrugada deste domingo (10) cerca de 45 mil comprimidos de ecstasy no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Esta foi a 3ª maior apreensão de droga sintética já realizada no aeroporto, desde que o equipamento foi inaugurado em 2014.

A mulher flagrada com a droga na bagagem é uma cearense de 24 anos que chegava de Lisboa, capital de Portugal. Ela foi autuada por tráfico internacional de drogas.

Segundo a polícia, a ação aconteceu durante uma fiscalização de rotina. A passageira teria ficado nervosa, o que levou a uma busca mais detalhada na sua bagagem. Mesmo retirando todo o seu conteúdo, ainda assim, as malas apresentavam peso excessivo. A droga estava oculta nos fundos falsos existentes de duas malas e distribuídas em 6 tabletes de comprimidos prensados.

A mulher recebeu voz de prisão e foi conduzido para autuação na sede da Polícia Federal. Ao ser interrogada, ela invocou o direito de permanecer calada e se recusou a responder a todas as perguntas feitas.

Compartilhe:
11/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Comarca de Pau dos Ferros tem inscrições abertas até dia 22/9 para 10 vagas de estágio de ensino médio

A Comarca de Pau dos Ferros abriu inscrições para o processo de seleção de estagiários remunerados do Ensino Médio. São oferecidas 10 vagas para unidades judiciárias em Pau dos Ferros. Veja o edital completo AQUI. As inscrições serão realizadas pessoalmente até 22 de setembro, no horário de 8h às 15h, na Secretaria de Administração, localizado no Fórum Dr. Jaime Jenner de Aquino.

Podem se inscrever alunos com matrícula e frequência regular em instituição pública de ensino médio, de curso profissionalizante e tecnológico, de educação especial, ou ainda, cursando os anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos (EJA).

A jornada de estágio é de quatro horas diárias e vinte horas semanais e será exercida no período de 8h às 12h. O estagiário receberá mensalmente bolsa-auxílio, atualmente no valor de R$ 562 e receberá, ainda, auxílio transporte, atualmente no valor de R$ 127,60 por mês.

O estágio terá duração máxima de um ano, prorrogável por mais um ano, desde que comprovado o vínculo com a entidade de ensino.

Provas

A prova terá duração de quatro horas e será realizada no dia 1º de outubro, às 8h, no Campus Avançado da UERN em Pau dos Ferros. O candidato deve comparecer ao local indicado com antecedência mínima de 30 minutos do início da prova.

A seleção dos candidatos inscritos será realizada mediante prova composta por 30 questões objetivas de múltiplas escolhas, sendo 10 questões de língua portuguesa, 5 questões de matemática e raciocínio lógico, 7 questões de noções de informática e 8 questões de conhecimento gerais e atualidades.

Compartilhe:
11/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Pastor é processado por “injúria e difamação” após pregar contra “Bíblia gay”

Jarbas Aragão/Gospel Prime O pastor Abílio Santana é bastante conhecido no país, especialmente no meio pentecostal, por conta de suas ministrações e também pelas declarações polêmicas. Por causa de um vídeo publicado por ele nas redes sociais em março deste ano, o líder religioso irá responder uma ação judicial por injuria e difamação.

Os autores do processo, aberto na 5ª Vara Criminal do Estado da Bahia são os militantes LGBT Jefferson Raphael Caetano Lira e José Marvel Queiroz de Sousa. Eles ingressaram com uma queixa-crime contra Santana após o pastor ter criticado a publicação da Bíblia Graça Sobre Graça, comentada por Marvel, que se apresenta como pastor e teólogo.

Dizendo que estava fazendo um alerta para os cristãos, Abílio diz no vídeo que as pessoas deviam “ficar atentas” ao comprar uma Bíblia pois poderiam estar adquirindo uma “Bíblia gay”. Ao comentar o assunto, mostrou fotografias de Marvel e o mencionou nominalmente.

Compartilhe:
11/09/2017
Por Danilo Evaristo em Esporte

Corinthians tem a terceira pior campanha no segundo turno

GloboEsporte.com

Corinthians segue com uma grande vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro (sete pontos), mas o desempenho no segundo turno deixa a desejar e levanta dúvida sobre a briga pelo título. Depois de três derrotas e apenas uma vitória, o Timão tem a terceira pior campanha da metade final da competição nacional, superando apenas Coritiba, com dois pontos, e Sport, com um.

São apenas três pontos somados, fruto da vitória sobre a Chapecoense, em Santa Catarina. A equipe dirigida pelo técnico Fábio Carille perdeu em casa para Vitória e Atlético-GO e no último domingo foi batida no clássico diante do Santos, na Vila Belmiro.

Se em 19 rodadas a defesa sofreu apenas nove gols, agora são quatro em quatro partidas. O desempenho do ataque também é bastante diferente. Foram 32 gols no primeiro turno contra apenas um da parte final do torneio. Ou seja, o Timão ficou três jogos sem marcar.

Apesar do desempenho abaixo do esperado, o Corinthians tem conseguido sustentar uma boa diferença de pontos para o Grêmio, seu principal perseguidor na tabela.

Os gaúchos estão apenas em 15º no segundo turno, com quatro pontos, um acima do Timão. A diferença, que era de oito pontos ao final da primeira metade da competição, caiu para sete. O Santos, terceiro no geral, aparece em nono, com cinco pontos – nove atrás no total.

O líder do segundo turno é o Avaí, com dez, seguido pelo Botafogo, com nove. Cruzeiro, Atlético-MG, Vitória e Vasco aparecem logo abaixo, todos com sete.

Compartilhe:
11/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Funcionários e donos de pequenos negócios são beneficiados com atualização da lei

Trazer benefícios para as relações de trabalho entre funcionários e micro e pequenas empresas é uma das consequências positivas diretas da modernização trabalhista, apontam especialistas. Sancionada em julho pelo presidente da República, Michel Temer, a norma passa a valer em 11 de novembro.

Dois pontos são centrais para empresas de menor porte: regulamentação do trabalho intermitente e da jornada parcial. Ao prevê-las na legislação, o receio que empresários têm de contratar em tempos de crise, causado pela rigidez das leis atuais, vai diminuir.

“Em momentos de dificuldade, demora-se muito a demitir, porque o custo de demissão é muito alto e, quando há retomada de crescimento, demoram muito para contratar e só o fazem quando há prejuízo à qualidade do serviço”, afirmou o assessor especial da Casa Civil da Presidência da República Bruno Dalcolmo.

Tempo de trabalho

Especialista em direito do trabalho do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Insper), Fernando Peluso considera que a regulamentação do trabalho intermitente vai representar “uma das maiores mudanças” para micro e pequenos negócios.

Pela nova lei, o empregado será remunerado apenas pelo tempo efetivo de trabalho, definido em contrato. A novidade, segundo ele, reduz custos de contratação para o empregador, que pode abrir novas vagas no estabelecimento.

“A proprietária de um salão de beleza pode, por exemplo, contratar mais manicures e cabeleireiras que trabalhem apenas em dias e horários de pico e remunerar esse pessoal apenas pelo tempo efetivo de trabalho”, disse.

Jornada parcial

De acordo com Dalcolmo, nem todas as pessoas se adequam às oito horas diárias trabalhadas atualmente. A regra não atende, por exemplo, jovens, mulheres com crianças pequenas, idosos com capacidade produtiva, mas que não querem trabalhar a jornada completa.

“São muitas as histórias que ouvimos, por exemplo, de estudantes que precisam abandonar os estudos para trabalhar. Com a jornada parcial, você mantém essa pessoa na escola enquanto adquire experiência de trabalho”, explicou.

De forma “muito rígida”, a jornada parcial já faz parte da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), segundo Dalcolmo. Além de oferecer possibilidades para o trabalhador, a atualização beneficia os pequenos empresários. “No momento atual, de retomada de crescimento, o empresário ainda tem muita insegurança com relação à demanda de produtos e serviços. Ele pode, então, lançar mão da contratação com jornada parcial, de acordo com a demanda.”

Compartilhe:
11/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Reforma da Previdência ainda divide base aliada no Congresso

Estadão Conteúdo

A reviravolta com a revisão da delação dos executivos do grupo J&F e as notícias positivas na economia brasileira melhoraram o ambiente político para o governo, mas ainda são insuficientes para garantir a aprovação da reforma da Previdência, avaliam líderes dos principais partidos da base aliada na Câmara ouvidos pelo Estadão/Broadcast. De acordo com essas lideranças, suas bancadas continuam reticentes a votar a matéria, mesmo uma reforma mais enxuta, em razão do custo político de aprovar uma proposta impopular a pouco mais de um ano das eleições de outubro de 2018.

A avaliação vem principalmente do chamado Centrão – grupo do qual fazem parte PP, PR e PSD. “A votação continua complicada. O motivo é o custo político para a eleição do próximo ano”, disse o líder do PR, José Rocha (BA), que comanda a quinta maior bancada da Câmara, com 38 deputados. Para ele, mesmo uma reforma mais branda, como se discute nos bastidores, também enfrentará resistência. “O governo não teve a capacidade de fazer a população entender o que ela representa para o País. Então, qualquer mudança que se faça para minorar as perdas não convence mais a população.”

À frente da terceira maior bancada, com 46 deputados, o líder do PP na Casa, Arthur Lira (AL), também avalia que a proximidade com as eleições afeta a votação da reforma da Previdência, considerada o principal projeto com o qual a equipe econômica conta para tentar equilibrar as contas públicas. “Pode ter tido um arrefecimento normal, mas, para a Previdência, não. Quanto mais perto da eleição, mais difícil fica. Vai ter desgaste de todo jeito”, afirmou.

Mais vigor. O líder do PSD, Marcos Montes (MG), avalia que o quadro melhorou, mas que é preciso ter cautela. “O reconhecimento do Ministério Público da fragilidade das denúncias deu um fôlego para o governo. Mas temos de aguardar essas novas delações. Se for branda para o presidente, então será a hora de pensar em avançar nas reformas com mais ousadia”, disse ele, que lidera a sexta maior bancada da Câmara, com 37 deputados. Montes ressalta que é preciso que a economia reaja com “mais vigor”, com uma recuperação do emprego “mais evidente”, para que o custo político de aprovar a reforma diminua.

“Mesmo com as boas notícias, este tema continua a ser um grande desafio para o governo”, avaliou o líder do DEM, deputado Efraim Filho (PB), à frente da oitava maior bancada da Câmara, com 29 parlamentares. Segundo ele, o governo ainda enfrenta “muitas resistências” para aprovar a proposta no plenário. “O governo falhou muito na comunicação, e a guerra da desinformação acabou prevalecendo. O governo acabou caindo na armadilha da oposição. Foi inábil ao não fazer chegar à sociedade a mensagem de que a proposta viria para combater privilégios e trazer mais justiça social e fiscal para viabilizar o desenvolvimento do País.”

Para o líder do PSDB na Casa, Ricardo Trípoli (SP), a reforma da Previdência ainda não pode ser votada, pois faltam “ajustes” em alguns pontos. Um deles, diz, é em relação ao Benefício de Prestação Continuada (BPC). Segundo ele, a bancada defende a manutenção das regras, ou seja, que continue sendo pago para pessoas pobres acima de 65 anos de idade ou portadoras de deficiência. Para o tucano, contudo, a votação proposta não deve ser contaminada por fatos políticos externos. “O custo político está na seriedade, na ética”, disse.

Governo. A percepção dos parlamentares é diferente da do governo. Durante esta semana, ministros deram declarações no sentido oposto: de que a reviravolta na delação de executivos do grupo J&F e a melhora dos resultados na economia abriram a janela de oportunidade para votação da reforma. Os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), por exemplo, defenderam a votação da matéria neste ano.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também adotou discurso mais otimista. Na quinta-feira, ele afirmou que pretende pautar a votação da reforma no plenário em outubro. Para ele, com a ajuda do governo, há condições de alcançar o quórum necessário para votar a proposta. A matéria está parada desde maio, quando a delação dos executivos da J&F foi divulgada.

Compartilhe:
11/09/2017
Por Danilo Evaristo em Esporte

Globo vence, mas fica com o vice-campeonato na Série D

O Globo enfrentou o Operário-PR na noite desse domingo, 10, no estádio Germano Krüger em Ponta Grossa-PR, pelo segundo e decisivo jogo da decisão do Campeonato Brasileiro Série D, e venceu o fantasma paranaense pelo placar de 1 a 0.

O tricolor de Ceará-Mirim criou diversas oportunidades, marcando o seu gol aos 24 minutos da primeira etapa com Tiago Lima, mas não conseguiu reverter o placar da primeira partida, que foi de 5 a 0, e acabou com o vice-campeonato brasileiro.

Com menos de cinco anos de história o Globo é a equipe com menor idade a conseguir um acesso de divisão em competições nacionais.

Portal no Ar

Compartilhe:
11/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Desigualdade de renda no Brasil não caiu entre 2001 e 2015, revela estudo

Agência Brasil

O crescimento da renda da população mais pobre no Brasil nos últimos 15 anos foi insuficiente para reduzir a desigualdade. Segundo estudo divulgado nesta semana pela equipe do economista Thomas Piketty, famoso por propor a taxação dos mais ricos para reduzir as disparidades na distribuição de renda, a maior parte do crescimento econômico neste século foi apropriada pelos 10% mais ricos da população.

De acordo com o estudo, conduzido pelo World Wealth and Income Database, instituto codirigido por Piketty, a fatia da renda nacional dessa parcela da população passou de 54,3% para 55,3% de 2001 a 2015. No mesmo período, a participação da renda dos 50% mais pobres também subiu 1 ponto percentual, passando de 11,3% para 12,3%. A renda nacional total cresceu 18,3% no período analisado, mas 60,7% desses ganhos foram apropriados pelos 10% mais ricos, contra 17,6% das camadas menos favorecidas.

A expansão foi feita à custa da faixa intermediária de 40% da população, cuja participação na renda nacional caiu de 34,4% para 32,4% de 2001 a 2015. De acordo com o estudo, a queda se deve ao fato de que essa camada da população não se beneficiou diretamente das políticas sociais e trabalhistas dos últimos anos nem pôde tirar proveito dos ganhos de capital (como lucros, dividendos, renda de imóveis e aplicações financeiras), restritos aos mais ricos.

“Ao capturar pouco ou nenhuma parte da distribuição da renda de capital e ao não capturar muitos dos frutos da política social diretamente, a faixa intermediária ‘espremida’ poderia ser um produto das elites que a quer botar em competição com a faixa inferior [de renda]”, destacou o estudo, assinado pelo economista Marc Morgan.

O estudo classificou a manutenção da desigualdade no Brasil como “chocante”, principalmente se comparada com outros países desenvolvidos. “É digno de nota que a renda média dos 90% mais pobres no Brasil é comparável à dos 20% mais pobres na França, o que apenas expressa a extensão da distorção na renda no Brasil e a falta de uma vasta classe média”, ressalta o levantamento. Em contrapartida, o 1% mais rico no Brasil ganha mais que o 1% mais rico no país europeu: US$ 541 mil aqui, contra US$ 450 mil a US$ 500 mil na França.

Compartilhe:
09/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Repasse de R$ 520 milhões assegura compra de 6,5 mil novas ambulâncias

O transporte intermunicipal de pacientes do Sistema Único de Saúde será reforçado com a compra de 6,5 mil novas ambulâncias. Para tanto, o Ministério da Saúde liberou o repasse de R$ 520 milhões. A medida assegura que doentes internados possam ter acesso a consultas, exames e cirurgias em outras cidades.

Agora, a pasta vai estabelecer critérios para a distribuição dos veículos entre 5.570 cidades. “Vamos priorizar, nesse momento, os municípios menores, porque são as regiões que mais precisam de atenção e investimento na área de saúde nesse momento”, explicou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Ainda dentro do critério de distribuição, as cidades com população de até 20 mil habitantes terão direito a uma ambulância; as com 21 mil a 50 mil terão direito a duas; as que tiverem de 51 mil a 100 mil terão direito a três, e os municípios que tiverem mais de 100 mil habitantes terão direito a quatro ambulâncias.

Compartilhe:
09/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Governo do RN entrega mais 16 ônibus para o transporte escolar em Natal e Mossoró

Foto: Rayane Mainara

Os estudantes da rede estadual em Natal e Mossoró passam a contar com 16 novos ônibus para o transporte escolar. Os veículos foram entregues nesta sexta-feira, 8, pelo governador Robinson Faria em ato realizado na Escola Walfredo Gurgel, no bairro Candelária em Natal.

“Estamos trabalhando para melhorar a educação em nosso Estado e atendendo reivindicação dos estudantes. Com esses veículos ampliamos a frota e as rotas para atender mais de seis mil estudantes em Natal e mil e seiscentos em Mossoró”, declarou Robinson Faria.

Os veículos foram adquiridos com recursos próprios do Estado no valor de R$ 3,6 milhões. A entrega dos veículos contou com presença das secretarias de Estado da Educação, Cláudia Santa Rosa, da Comunicação, Juliska Azevedo, da secretaria adjunta da Educação, Monica Guimarães, diretores e técnicos da pasta da Educação.

Compartilhe:
09/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Geddel é levado para presídio após prestar depoimento à PF

O ex-ministro Geddel Vieira Lima concluiu seu depoimento na Superintendência da Polícia Federal (SPF), em Brasília, na noite desta sexta-feira, e, após fazer exame de corpo de delito, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda, também na capital federal.

Geddel foi preso preventivamente ontem (8) de manhã, na casa em que mora e onde cumpria prisão domiciliar em Salvador. A prisão foi determinada pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, em uma nova fase da Operação Cui Bono, que investiga fraudes na Caixa Econômica Federal.

A prisão do ex-ministro ocorreu após a Polícia Federal encontrar R$51 milhões de reais em dinheiro em um apartamento de um amigo do político. O dinheiro apreendido já foi depositado em conta judicial.

Além dele, também foi preso preventivamente o chefe da defesa civil de Salvador, Gustavo Ferraz, que foi exonerado do cargo.

A defesa do ex ministro informou por meio de nota que só vai se manifestar quando que tiver acesso aos autos e documentos que embasaram a prisão.

Agência Brasil

Compartilhe:
09/09/2017
Por Danilo Evaristo em Mossoró

Comarca de Mossoró disponibiliza 50 vagas de estágio de ensino médio; inscrições até 14/9

A Comarca de Mossoró abriu inscrições para o processo de seleção de estagiários remunerados do Ensino Médio. São oferecidas 50 vagas para unidades judiciárias em Mossoró. No mesmo edital, são disponibilizadas duas vagas para a comarca de Baraúna. Veja o edital completo AQUI.

As inscrições serão realizadas pessoalmente até 14 de setembro, no horário de 8h às 15h, na Biblioteca do Fórum Dr. Silveira Martins, localizado à Alameda das Carnaubeiras, 355, térreo. Já em Baraúna, as inscrições devem ser feitas até 14 de setembro, no horário de 8h às 15h, no Fórum Municipal da comarca.

Podem se inscrever alunos com matrícula e frequência regular em instituição pública de ensino médio, de curso profissionalizante e tecnológico, de educação especial, ou ainda, cursando os anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos (EJA).

A jornada de estágio é de quatro horas diárias e vinte horas semanais. O estagiário receberá mensalmente bolsa-auxílio, atualmente no valor de R$ 562 e receberá, ainda, auxílio transporte, atualmente no valor de R$ 127,60 por mês.

O estágio terá duração máxima de um ano, prorrogável por mais um ano, desde que comprovado o vínculo com a entidade de ensino.

Provas

A prova terá duração de quatro horas e será realizada no dia 15 de outubro, às 8h, no IFRN de Mossoró. O candidato deve comparecer ao local indicado com antecedência mínima de 30 minutos do início da prova.

A seleção dos candidatos inscritos será realizada mediante prova composta por 30 questões objetivas de múltiplas escolhas, sendo 10 questões de língua portuguesa, 5 questões de matemática e raciocínio lógico, 7 questões de noções de informática e 8 questões de conhecimento gerais e atualidades.

Compartilhe:
09/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

MPRN recomenda que prefeitura de Afonso Bezerra reduza gastos com pessoal

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou que a prefeitura de Afonso Bezerra, cidade da região Central potiguar, remeta cronograma das medidas que pretende adotar para reduzir gastos com pessoal. O objetivo é fazer com que o Município volte a se enquadrar no que estabelece a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A recomendação foi publicada na edição de quinta-feira do Diário Oficial do Estado (DOE).

Pelo texto do documento, a prefeitura tem 30 dias para informar que medidas serão adotadas para cumprir o recomendado. Além disso, a prefeitura deve se abster de conceder vantagem, aumento, reajuste ou adequação de remuneração a qualquer título, salvo os derivados de sentença judicial ou de determinação legal ou contratual. O Município também não deve criar cargo, emprego ou função; e alterar estrutura de carreira que implique aumento de despesa.

O MPRN também recomendou que a prefeitura não deve prover cargo público, admitir ou contratar pessoal a qualquer título, ressalvada a reposição decorrente de aposentadoria ou falecimento de servidores das áreas de educação, saúde e segurança; e contratar hora extra.

A recomendação leva em consideração que a Lei de Responsabilidade Fiscal limita o gasto máximo do município com pessoal no percentual de 54% da Receita Corrente Líquida. O município de Afonso Bezerra publicou Relatório de Gestão Fiscal relativo ao primeiro semestre de 2017 atingindo o percentual de 58,85% com gastos de pessoal.

A LRF estabelece que, ao ultrapassar o limite prudencial, o ente federativo tem que eliminar o excedente “nos dois quadrimestres seguintes, sendo pelo menos um terço no primeiro”. Para isso, o gestor deve, entre outras medidas, reduzir em pelo menos 20% as despesas com cargos em comissão e funções de confiança (inclusive pela extinção de cargos e funções a eles atribuídos); exonerar os servidores não estáveis; e exonerar servidores estáveis, por ato normativo motivado.

Jucurutu

Nessa semana, o MPRN recomendou que a prefeitura de Jucurutu também deve se abster de conceder reajustes, de criar cargos ou funções, de alterar estrutura de carreira que implique aumento de despesa, de prover cargo público, admitir ou contratar pessoal e de contratar hora extra, considerando as devidas ressalvas. O Município publicou Relatório de Gestão Fiscal (RGF) relativo ao primeiro semestre de 2017, atingindo o percentual de 55,4% da Receita Corrente Líquida (RCL) com gastos de pessoal.

Compartilhe:
09/09/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Governo quer nova política de saúde mental

Em todo o Brasil, 18,6 milhões de pessoas (9,3% da população) sofrem com distúrbios relacionados à ansiedade. Já 11,5 milhões (5,8% do total) são afetadas pela depressão, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que coloca o país no topo da lista de maior prevalência da doença, na América Latina. Apenas em 2015, foram registrados oficialmente cerca de 12 mil suicídios no Brasil.

Apesar de ser um problema grave de saúde pública, a subnotificação nos registros de casos de doença mental, a baixa ocupação de leitos específicos e erros na gestão dos recursos são problemas apontados pelo Ministério da Saúde como recorrentes no país.

Relatório sobre a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) elaborado pelo Ministério da Saúde mostra que R$ 185 milhões aportados para financiar serviços nessa área, nos últimos dez anos, não foram aplicados. Cerca de 16% dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) – 385 de um total de 2.465 – não registraram atendimentos nos últimos três meses. Já metade dos 1.164 leitos destinados à internação de pessoas com doenças mentais em hospitais comuns não tem registrado ocupação, enquanto 44 hospitais psiquiátricos tiveram atendimento acima da capacidade.

Diante desse quadro, o Ministério da Saúde anunciou a criação de um grupo de trabalho que será formalizado neste mês. O anúncio foi feito durante reunião da Comissão Intergestores Tripartites (CIT), instância que reúne representantes do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), além de gestores do próprio Ministério da Saúde.

Segundo o coordenador de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas do ministério, Quirino Cordeiro Junior, o objetivo é aprimorar o diagnóstico e propor medidas para que os serviços sejam ofertados com mais efetividade e otimização de recursos.

Organizações como a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e o Conselho Federal de Medicina (CFM) criticam a situação da assistência pública à saúde mental e avaliam que a área “passa por fase caótica”.

Em balanço divulgado neste ano, as organizações apontam a sistemática redução do financiamento para a área e pedem a ampliação da rede de atenção. Os rumos que serão adotados no caso de uma possível alteração da política de atendimento em saúde mental gera preocupação entre especialistas.

Helena Martins – Repórter da Agência Brasil

Compartilhe:
09/09/2017
Por Danilo Evaristo em Natal

Zona Norte tem suspensão no abastecimento para limpeza da ETA Extremoz

Os bairros da Zona Norte de Natal terão uma paralisação no abastecimento de água na próxima quarta-feira (13). A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informa que realizará neste dia um trabalho de limpeza na Estação de Tratamento de Água de Extremoz (ETA), havendo assim a necessidade de parada no sistema das 6 horas da manhã às 18 horas.

Logo que o serviço for concluído, a rede será religada. Mas a normalização total no abastecimento ocorrerá no decorrer de 48 horas, tempo que a rede precisa para ser completamente pressurizada.

Compartilhe:
Página 10 de 807« Primeira...89101112...203040...Última »

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros