22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

RN: Exposição marca 500 anos da Reforma Protestante

A Assembleia Legislativa sedia, a partir desta segunda-feira (23), uma exposição alusiva à passagem dos 500 anos da Reforma Protestante. Denominada de “Expo Reforma”, a mostra reúne painéis e vídeos sobre o movimento reformista cristão até o dia 31 deste mês, no Salão Nobre da Casa, por iniciativa do mandato do deputado estadual Jacó Jácome (PSD).

“Tivemos a ideia de elaborar essa exposição para que a sociedade possa tomar conhecimento da importância histórica e não só religiosa da Reforma Protestante. Com a ‘Expo Reforma’, será possível a compreensão das consequências políticas, econômicas, culturais e educativas do movimento”, explicou Jacó Jácome, cujo gabinete reuniu o material que será exposto.

A exposição vai contar com painéis com informações e imagens do movimento culminado em 1517 por Martinho Lutero e que propôs uma reforma no catolicismo romano. Trechos da série “Lutero: Muito Além da Religião” e depoimentos de pastores locais também serão apresentados ao público, que vai poder visitar a mostra das 8h às 15h, com entrada gratuita.

Sessão solene

O assunto também será tema de sessão solene na Assembleia Legislativa. O evento, igualmente proposto pelo deputado Jacó Jácome, acontece no dia 30 de outubro, às 9h, no plenário da Casa.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Mega-Sena

Ninguém acerta e Mega-Sena pode pagar R$ 16 milhões

G1 – Ninguém acertou as 6 dezenas do concurso 1.980 da Mega-Sena que foi sorteado neste sábado (21) no município de Assis Chateaubriand (PR). A estimativa de prêmio para o próximo concurso é de R$ 16.000.000.

Veja as dezenas sorteadas: 12 – 16 – 17 – 18 – 34 – 37. A quina teve 77 apostas ganhadoras, com o valor de R$ 22.167,05 para cada um. A quadra teve 4.689 apostas ganhadoras, com o valor de R$ 520,02 para cada um.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Brasileiros são convocados a participar de mobilização contra o Aedes aegypti

Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Na luta contra o Aedes aegypti, o Governo do Brasil convoca todos os brasileiros para uma mobilização intensiva contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e vírus zika. Em pronunciamento à nação, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, ressaltou os resultados obtidos no combate ao Aedes e a importância da continuação de campanhas.

Até o começo de setembro desde ano, foram notificados 219 mil casos prováveis de dengue em todo o País, índice 84% menor do que aquele registrado no mesmo período de 2016. No caso da febre chikungunya, foram registrados 171,9 mil casos prováveis, uma redução de 32%. A infecção pelo vírus zika sofreu a redução mais significativa: de 211,4 mil para 15,5 mil casos prováveis. A queda foi de 92% em relação a 2016.

Os números são otimistas e mostram que o País está no rumo certo na luta contra o mosquito Aedes aegypti, vetor das doenças mencionadas, mas com a aproximação do período de chuvas, a população não pode se descuidar e deve permanecer atenta para não deixar água parada. Por esse motivo, o Ministério da Saúde está organizando uma grande mobilização que deverá contar com a colaboração de todos os brasileiros: a Sexta-Feira Sem Mosquito.

“Vamos manter o ritmo e proteger o Brasil dessas doenças. Organizamos no ministério uma grande mobilização para todo o País. Trabalhadores, alunos, homens, mulheres, cidadãos de todas as regiões podem colaborar”, adianta o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

O ministro explica que a mobilização inclui ações nas escolas públicas do País, que devem começar nas próximas semanas. “Crianças e jovens serão agentes da saúde, voluntários participando, multiplicando o que cada um deve fazer para não deixar água parada e eliminar os focos do mosquito”, explica Barros.

Compartilhe:
22/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Mau uso da rede de esgotos acarreta prejuízos à população

A cidade do Natal está no caminho para se tornar uma das primeiras capitais brasileiras a ter 100% de cobertura do esgotamento sanitário. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) vem trabalhando diuturnamente na execução das obras em vários pontos da cidade, mas também atua no sentido de promover a educação ambiental, alertando a população para que esteja atenta ao bom uso do sistema de esgotamento sanitário. Se os benefícios do serviço são muitos, da mesma forma são grandes os prejuízos trazidos pelo desleixo na sua utilização.

Um dos problemas mais frequentes é o descarte de lixo na rede de esgotos, caracterizado como uso inadequado e danoso ao sistema de esgotamento sanitário. A tubulação não é projetada para receber lixo e isso pode ocasionar transtornos como o entupimento da rede coletora, vazamento de esgoto em residências, mau cheiro e aparecimento de ratos, aumentando o risco de problemas de saúde à população. Também há prejuízos causados à Caern, obrigando à mudança da rotina operacional nas estações de tratamento de esgotos (ETEs) e danificando equipamentos que vão se desgastando rapidamente.

Para se ter uma ideia, todo mês as quatro estações de tratamento de esgotos (ETE´s) da regional Natal Norte recolhem 5,0 m³ de material inorgânico, no processo chamado de “gradeamento”. É o equivalente a 5.000 litros indevidos, com maior incidência de sacola plástica, garrafa pet, pneu, madeira e animais, respectivamente, prejudicando a rede de esgotamento sanitário e o meio ambiente.

A Caern frequentemente alerta usuários do sistema de esgotamento sanitário que o esgoto doméstico deve ser composto apenas de fezes, urina e águas servidas utilizadas na lavagem de louça, roupa e banho. Além disso, as caixas de esgoto precisam estar sempre fechadas e lacradas com massa de cimento fraca. A falta desse cuidado transforma o local em porta aberta para a entrada de folhas, areia, restos de comida e outros materiais de lixo inadequados.

ÓLEO

Outra irregularidade com que o sistema é afetado é o descarte do óleo de cozinha através do ralo da pia. Poucas pessoas sabem o malefício causado pelo descarte de forma incorreta. Ao chegar à rede de esgoto, o óleo endurece, gerando ‘pedras’ dentro das tubulações que, com o passar do tempo, endurece e cria obstruções. Essas obstruções podem causar extravasamento de esgoto, além de prejudicar o trabalho realizado nas estações de tratamento de esgotos (ETEs). Quando o óleo de cozinha é descartado pela pia, se não houver uma caixa de gordura, ele chega às estações de tratamento e se agrega às matérias orgânicas, formando placas na tubulação até obstrui-la. Isso danifica o sistema de tratamento e compromete os micro-organismos que tratam o esgoto.

Para evitar que o óleo chegue à rede coletora de esgoto é necessário que as residências possuam uma caixa de gordura, onde o óleo será depositado, e que deverá ser limpa periodicamente, caso contrário não funciona corretamente. Mesmo com a caixa de gordura, é recomendável que o óleo, após ser utilizado, não seja despejado na pia. O ideal é que ele seja armazenado em um recipiente para ser entregue em algum posto de coleta da cidade.

OBRAS

As equipes que trabalham nas obras de esgotamento sanitário também vêm se deparando com uma irregularidade frequente: A ligação clandestina à rede de esgotos. Proprietários de imóveis ligam suas casas à tubulação que vem sendo assentada antes de que a obra esteja concluída. Sem estar interligada a uma estação de tratamento de esgoto, a rede não tem destinação para os dejetos, resultando em prejuízos para o sistema e para a população.

A Caern mantém grupos de mobilizadores sociais que esclarecem sobre o correto uso do sistema, alertando os usuários de que só podem fazer a interligação na rede de esgotos quando forem expressamente autorizados pela empresa. Agir diferente configura-se como crime ambiental, passível de multa e responsabilização criminal.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

TJRN realiza mutirão de cadastramento e distribuição processual a partir de segunda-feira (23)

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) promove a partir da próxima segunda-feira (23) o mutirão de cadastramento e distribuição processual. O objetivo da iniciativa é acelerar a tramitação de processos que aguardam julgamento no 2º grau de jurisdição.

De acordo com a secretária judiciária Walteíze Barbosa, serão priorizados durante esta ação o cadastramento e a distribuição de apelações cíveis autuadas no mês de agosto. Para a secretária, o trabalho vai garantir celeridade a tramitação dos processos.

“Para a população, o ganho será a resposta mais rápida aos processos que estavam parados, que ainda não haviam sido cadastrados e distribuídos. Com o mutirão e o seguimento dado a esses processos, o cidadão terá seu direito mais rapidamente apreciado”, explica Barbosa.

A secretária ainda ressaltou o esforço coletivo para realização do mutirão. Para a realização do cadastramento e da distribuição, a equipe da Secretaria Judiciária será reforçada por oito servidores da Secretaria de Gestão Estratégica, que também cederá o espaço físico, uma vez que a Secretaria Judiciária continuará funcionando normalmente apesar da programação especial. A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) também participará do mutirão.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

“Vocês vão todos morrer”, disse estudante antes de disparar contra colegas em escola de Goiânia

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (20/10), o delegado Luiz Gonzaga Junior, titular da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), informou que o estudante que abriu fogo em uma escola de Goiânia, matando dois colegas, disse em depoimento ser vítima de bullying no colégio e que, por isso, cometeu o ataque.

Assim que o adolescente de 14 anos sacou a arma em sala de aula, seu primeiro alvo foi o colega que praticava bullying contra ele. Depois, o atirador, segundo o delegado, “sentiu vontade de matar mais” e seguiu com os disparos. “Ele falou para todo mundo: ‘vocês vão todos morrer’”, detalhou.

Ainda conforme Gonzaga Junior, depois de matar seu desafeto, o adolescente fez disparos a esmo e teria assassinado, inclusive, um amigo seu. O rapaz só parou com os disparos depois de ser convencido verbalmente pela coordenadora da escola. “Ele não entregou a arma para ela, mas a travou e eles foram juntos para a biblioteca aguardar a chegada da Polícia Militar”, disse o delegado. A docente também dissuadiu o jovem — que ainda tinha um carregador com mais munição — de tirar a própria vida.

Ouvidos de maneira informal pela polícia, funcionários da escola disseram que o adolescente era “ótimo aluno, com ótimas notas”. O pai — um major da Polícia Militar —, por sua vez, lembrou que o rapaz já havia sido submetido a um tratamento psicológico.

A arma usada no crime pertencia à mãe do suspeito. Ela também integra o quadro da Polícia Militar de Goiás. Embora o adolescente tenha afirmado que pegou a arma escondido e que não teve aulas de tiros com eles, os pais serão ouvidos e podem responder criminal e administrativamente.

Em relação ao bullying, o jovem afirmou não ter comunicado ninguém da escola ou da família sobre a situação. Ele estima que há dois ou três meses vinha pensando em cometer o ataque e que se inspirou nos atentados de Columbine, nos Estados Unidos, e Realengo, no Rio de Janeiro, ambos cometidos em escolas.

Correio Braziliense

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

1,46 milhão de trabalhadores ainda não sacaram abono de 2015, diz pasta

O Ministério do Trabalho informou, nesta sexta-feira (20), que aproximadamente 1,46 milhão de trabalhadores ainda não sacaram os mais de R$ 1 bilhão referentes ao abono salarial do PIS/Pasep de 2015. De acordo com a pasta, o prazo final para o saque dos valores é 28 de dezembro, e não haverá prorrogação.

Para verificar quem tem direito, é necessário ter em mãos o número do PIS ou do CPF e informar a data de nascimento no site do Ministério do Trabalho. Outra possibilidade para verificar se há recursos a serem retirados é procurar as agências bancárias da Caixa Econômica, caso o trabalhador for servidor público, ou do Banco do Brasil, caso trabalhe na iniciativa privada.

Segundo o chefe responsável pelo benefício no Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan, a lista com os nomes dos trabalhadores com direito ao abono e que ainda não sacaram os valores está disponibilizada no site da pasta.

Quem tem direito?

É necessário ter trabalhado formalmente por ao menos 30 dias em 2015 para receber o benefício com remuneração média de até dois salários mínimos. O trabalhador também precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelos menos cinco anos e ter os dados informados corretamente pelo empregador.

Neste ano, o valor que cada trabalhador tem para receber é calculado conforme a quantidade de meses trabalhados formalmente no ano de referência e pode variar de R$ 79 a R$ 937.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Um milhão de participantes acessam cartão de confirmação do Enem

Divulgados nesta sexta-feira (20), os cartões de confirmação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram acessados por 1 milhão de participantes nas primeiras quatro horas após a liberação.

O cartão traz informações sobre a opção de língua estrangeira para a avaliação e sobre a necessidade ou não de atendimento especializado, além do local de prova. A consulta pode ser feita pelo aplicativo do Enem ou pela Página do Participante.

Quem precisar de uma declaração de comparecimento ao Enem deve levar a declaração personalizada impressa que está na Página do Participante, para ser assinada pelo coordenador de prova.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Segunda fase do campeonato de futebol de Jucurutu terá início neste sábado

Começa neste sábado (21), a segunda fase do campeonato de futebol masculino de Jucurutu. Conforme vem ocorrendo desde a primeira fase, os jogos serão disputados no campo do bairro Santa Isabel.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Caern realizará mudanças no tratamento de água de São Fernando

No início da próxima semana, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realizará testes no novo processo de tratamento de água da cidade de São Fernando, na região Seridó. A operação que acontece na segunda e terça-feira (23 e 24/10) tem por objetivo a melhoria da qualidade da água captada no Açude São Fernando.

Por se tratar de um teste, a Caern orienta a população que não utilize a água que chegará nestes dois dias para beber ou cozinhar, ou seja, não fazer a ingestão do líquido. Podendo ser utilizada normalmente para outros fins. A Companhia ressalta ainda que durante o final de semana a população deste município receberá água oriunda da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.

Compartilhe:
21/10/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Nelter Queiroz reitera importância de adutora partindo de Upanema para abastecer região Seridó

Nelter reitera importância de adutora partindo de Upanema para abastecer região Seridó

Nesta sexta-feira (20), o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) participou de audiência no Centro Administrativo Estadual, com a chefe do gabinete civil, Tatiana Mendes Cunha, com o presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), Marcelo Toscano, com o adjunto da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), Mairton França, e com algumas lideranças políticas do interior, dentre outros, para tratar sobre a questão hídrica de todo o Estado, especialmente da região Seridó.

“Na oportunidade, conversamos sobre a viabilização da adutora de São Rafael, uma luta nossa travada em parceria com o então prefeito Arimateia Braz; sobre a situação hídrica de Currais Novos e municípios circunvizinhos como: Acari, São Vicente, Florânia, Tenente Laurentino, Lagoa Nova, Cerro Corá e Bodó, além de toda zona rural da Serra de Santana; e sobre a adutora de Caicó, que também abastece Timbaúba dos Batistas e São Fernando”, explicou o parlamentar.

Há muito tempo que o deputado vem defendendo na Assembleia Legislativa que a solução para Caicó, Currais Novos e todos os municípios circunvizinhos seria a construção de uma adutora com extensão de 50km a partir do lençol freático existente no município de Upanema. De acordo com Nelter, esta adutora viria por Campo Grande e Triunfo Potiguar até Jucurutu, onde seria interligada as adutoras já existentes de Caicó, da Serra de Santana e de Currais Novos.

“O projeto desta adutora, partindo do lençol freático de Upanema, foi entregue pelo Governo do Estado ao Ministério da Integração Nacional há dois anos e seria a solução definitiva e urgente nesse momento crítico em que estamos vivendo. Assim, é de extrema importância que o Governo Federal libere estes recursos para solucionar de vez o sofrimento de nossos conterrâneos seridoenses”, destacou Queiroz.

ATENTO

Em suas redes sociais, Nelter Queiroz pediu atenção especial do Governo Federal para a questão do colapso hídrico no Seridó. “[…] nós, cidadãos potiguares, somos tão importantes quanto os paraenses, conterrâneos do ministro da Integração Nacional Hélder Barbalho (PMDB). Praticamente toda semana o senhor ministro leva milhões em recursos para vários municípios de seu Estado de origem, o Pará. Então, já que tem muito dinheiro para o Pará, pro RN também não pode faltar, pois esta é uma questão de sobrevivência humana dos sertanejos!!!”, reclamou.

O parlamentar seridoense fez um apelo aos senadores Garibaldi Filho (PMDB), José Agripino Maia (DEM) e Fátima Bezerra (PT); e aos deputados federais Walter Alves (PMDB), Rafael Motta (PSB), Fábio Faria (PSD), Zenaide Maia (PR), Felipe Maia (DEM), Rogério Marinho (PSDB), Antônio Jácome (Podemos) e Beto Rosado (PP); para que se empenhem na alocação e liberação de recursos para o projeto da adutora de Upanema que, segundo o próprio Nelter, servirá de suporte para boa parte das adutoras já existentes em nosso Seridó.

Ainda em suas redes sociais, Queiroz destacou que esta é mais uma bandeira de seu mandato. “Continuaremos mantendo esta bandeira viva lá na Assembleia Legislativa. Nossa voz não se calará. Vamos à luta!!!”, concluiu.

Compartilhe:
Página 30 de 1.064« Primeira...1020...2829303132...405060...Última »

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros