01/09/2015
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Jucurutu: Alunos são atendidos pelo Projeto Olhar Brasil

olhar brasil

Alunos de Jucurutu são atendidos pelo Projeto Olhar Brasil

Oitenta alunos de escolas municipais e estaduais de Jucurutu, residentes na cidade e nas comunidades rurais, foram atendidos na última quinta-feira (26/08) por uma equipe de profissionais do “Projeto Olhar Brasil”, na creche Pró-infância Universidade Infantil Professora Rita Medeiros, localizada no bairro Novo Horizonte.

Olhar Brasil é um projeto do governo federal que vai até as escolas através do apoio da Prefeitura Municipal com objetivo de identificar alunos da rede pública com problemas visuais e solucioná-los. Os alunos que apresentaram alguma alteração na visão irão receber óculos gratuitamente. O prefeito George Queiroz destacou a importância do projeto para os alunos: “É um excelente projeto do governo federal que a Prefeitura de Jucurutu concede apoio com grande atenção, pois se trata de cuidar da saúde visual dos nossos alunos”, disse.

Compartilhe:
01/09/2015
Por Danilo Evaristo em Notas

Fátima e Agripino na lista dos 100 Cabeças do Congresso

politica

Senadores Fátima Bezerra e José Agripino figuram na lista dos “100 Cabeças do Congresso

O Diap – Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar divulgou ontem a lista dos “Cabeças” do Congresso Nacional em 2015. Os senadores Fátima Bezerra e José Agripino Maia estão no grupo dos mais influentes do Parlamento brasileiro em 2015.

Segundo o Diap, entre os atributos que caracterizam um protagonista no processo legislativo, destaca-se “a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão”.

Via Política em Foco

Compartilhe:
01/09/2015
Por Danilo Evaristo em Notas

Beto Rosado presidirá Frente Parlamentar do Petróleo

beto

Foto: Gabriela Korossy/Agência Câmara

O deputado federal Beto Rosado (PP) vai presidir a Frente Parlamentar Pela Criação da Indústria de Petróleo e Gás no Brasil. Para isso, conseguiu a adesão de mais de duzentos deputados e senadores, no Congresso. A ideia é que essa indústria seja criada a partir da venda dos poços maduros da Petrobras, hoje subaproveitados pela companhia. Na opinião do deputado, os campos maduros deixaram de ser interessantes para a Petrobras, pois produzem numa escala menor, se comparados à exploração do pré-sal, por exemplo. Logo, o ideal é que a estatal inclua a venda dessas áreas no pacote de ativos que será aberto à iniciativa privada, com o objetivo de gerar capital.

“O fato de serem subaproveitados, não significa que estejam completamente inaptos. Penso o contrário. Para as pequenas e médias empresas, eles apresentam produção em potencial, daí a importância da Petrobras colocá-los à venda, uma vez que perdeu o interesse na sua exploração”, destacou Beto Rosado. O resultado da falta de interesse nesses campos é a desativação da maioria deles, prejudicando consideravelmente a economia dos estados em que estão presentes, como o Rio Grande do Norte. Estima-se que mais de 12 mil postos de trabalhos na área foram fechados nos últimos anos somente no estado. “Vejo uma grande oportunidade de fazer a nossa economia voltar a crescer na área do petróleo e gás, pois a venda dos poços maduros vai movimentar o setor e gerar mais empregos, por isso a nossa luta”, continuou o deputado.

Compartilhe:
01/09/2015
Por Danilo Evaristo em Economia

Governo propõe salário mínimo de R$ 865,50 para 2016

R7 – Os ministros do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Fazenda, Joaquim Levy, apresentaram nesta segunda-feira (31) projeto que aumenta o salário mínimo de R$ 788 para R$ 865,50 em 2016. Com o novo cálculo fixado pelo governo, o crescimento do mínimo será de 9,83%. A proposta está presente no PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual), que reúne previsões financeiras para o País, como a arrecadação e gastos do governo, reajuste do salário mínimo, crescimento da economia e inflação.

As projeções para 2017 indicam que o salário mínimo será de R$ 910,40; para 2018, a intenção é de que feche em R$ 957,80; e para 2019, em R$ 1.020,80. Mais cedo, o texto foi entregue ao presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), e precisa ser votado até o dia 22 de dezembro, conforme prevista na Constituição Federal. No projeto de lei, também consta a estimativa para a inflação, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), em 5,4%, no próximo ano, e crescimento econômico (aumento do PIB, Produto Interno Bruto) de 0,2%.

Compartilhe:
01/09/2015
Por Danilo Evaristo em Notas

Marco Feliciano será candidato a prefeito de São Paulo

feliciano

Foto: Raquel Cunha

O Partido Social Cristão (PSC), presidido pelo Pastor Everaldo, vai lançar o nome do deputado Marco Feliciano na disputa das eleições municipais de São Paulo. O partido resolveu ter um candidato próprio e já planeja buscar apoio. “Vamos buscar partidos para aumentar nosso tempo de TV”, disse Everaldo em entrevista à Folha. Feliciano está em seu segundo mandato como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Sua principal bandeira é a “defesa da família”, assunto que já o colocou diante de muitas polêmicas.

O deputado deve enfrentar na disputa pela Prefeitura da capital paulista nomes fortes como o de Marta Suplicy (PMDB), a senadora já foi prefeita de São Paulo outras vezes e possui um eleitorado forte. O atual prefeito, Fernando Haddad (PT), também deve tentar a reeleição. Apesar de muitas críticas que recebe, o prefeito tem conquistado alguns paulistanos por conta de propostas como a inclusão da ciclovia em partes estratégicas da cidade e pela autorização do passe livre para estudantes. Quem também deve tentar conquistar o voto dos paulistanos são Celso Russomanno (PRB), José Luiz Datena (PP), e o PSDB deve escolher um dos seguintes nomes: João Dória Jr., Andrea Matarazzo, Ricardo Trípoli e Bruno Covas.

Por Leiliane Roberta Lopes

Compartilhe:
01/09/2015
Por Danilo Evaristo em Notas

Robinson fala das potenciais do RN no Brazil Windpower

IMG000000000087835

ASSECOM/RN/Rayane Mainara

O governador Robinson Faria participará da abertura do maior evento de energia eólica da América Latina, o Brazil Windpower (BWP) 2015, nesta terça-feira. A cerimônia, na qual o governador potiguar terá 10 minutos de explanação, acontece no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro. Também foram convidados o Ministro do Estado de Minas e Energia, Eduardo Braga, e a presidente da República Dilma Rousseff. O Rio Grande do Norte é o maior produtor de energia eólica do país, com 80 usinas em operação produzindo 2.119,2 MW.

Há ainda 23 usinas em construção, com previsão de 624,8 MW de geração, e 72 usinas contratadas, que deverão produzir 1.891,7 MW. Isso representa um total de 4.635,7 MW de produção num curto prazo. Robinson Faria é único governador de Estado a participar do primeiro dia de programação do BWP.  “O Rio Grande do Norte está em uma posição privilegiada com relação à energia eólica no Brasil. E poder participar deste evento, falando de nossas potencialidades, é muito importante para o estado”, assinalou o líder do Executivo estadual, destacando ainda a importância da utilização da força do vento como uma matriz limpa de energia, com baixíssima emissão de poluentes, e com forte impacto positivo na geração de emprego e renda.

Evento

O Brazil Windpower, realizado de 1º a 3 de setembro, traz aos seus participantes as melhores oportunidades de negócio, além de programação de palestras centrada em questões relevantes sobre o setor eólico. Na edição passada, o evento obteve um público presente de 2.207 participantes, representando 804 empresas, com 40 patrocinadores e 102 expositores. A Energia Eólica é a fonte de geração de energia elétrica que mais cresce no Brasil. Para os próximos anos são esperados mais de 19 mil empregos, R$ 6 bilhões em investimentos, 2,7 milhões de casas abastecidas e 1,3 milhão de toneladas de CO2 evitados em virtude da utilização desta fonte de energia. Só em 2015, serão 113 novos parques eólicos em andamento com uma capacidade total de 2.7GW.

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros