26/06/2016
Por Danilo Evaristo em Notas

Bandeira tarifária das contas de luz será verde pelo quarto mês seguido

Agência Brasil – A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de energia elétrica em julho será a verde, ou seja, não haverá acréscimo de valor para os consumidores. Este é o quarto mês seguido em que a bandeira definida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é verde.

Segundo a Aneel, entre os fatores que contribuíram para a manutenção da bandeira verde estão o resultado positivo do período úmido, que fez com que os reservatórios das hidrelétricas voltasse a encher, além do aumento de energia disponível com redução de demanda e a adição de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro.

O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado como forma de recompor os gastos extras das distribuidoras de energia com a compra de energia de usinas termelétricas. A cor da bandeira que é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade.

Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias, em janeiro de 2015, até fevereiro de 2016 a bandeira se manteve vermelha (com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora consumidos). Em março, passou para amarela (com taxa de R$ 1,50 a cada 100 kWh) e, em abril, maio e junho, a bandeira foi verde.

Segundo a Aneel, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que já era incluído na conta de energia, por meio do reajuste tarifário anual das distribuidoras. A agência considera que a bandeira torna a conta de luz mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente.

Compartilhe:
26/06/2016
Por Danilo Evaristo em Notas

Lâmpadas incandescentes não poderão ser vendidas a partir do dia 30

luz

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Agência Brasil – A partir da próxima quinta-feira (30), as lâmpadas incandescentes não poderão mais ser vendidas no Brasil. As alternativas para os consumidores são as lâmpadas fluorescentes ou as de LED que, apesar de mais caras, consomem menos energia e duram mais.

Uma lâmpada fluorescente compacta economiza 75%, se comparada a uma lâmpada incandescente de luminosidade equivalente. E se a opção for por uma lâmpada de LED, essa economia sobe para 85%. A durabilidade da LED é 25 vezes superior às lâmpadas incandescentes e até quatro vezes maior que as lâmpadas fluorescentes.

Para o diretor técnico da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux), Isac Roizenblatt, vale a pena investir em lâmpadas mais modernas, porque o retorno financeiro é grande. “O que custa pesado para os consumidores não é o preço da lâmpada de fato, é o preço da energia ao longo do tempo. Então, esse investimento retorna rapidamente”, avalia. Enquanto uma lâmpada incandescente de 60 watts custava em média R$ 2,90, uma equivalente de LED custa em torno de R$ 8,90. Segundo a Abilux, o preço da lâmpada de LED vem caindo cerca de 30% por ano no Brasil.

Roizenblatt também aponta que as lâmpadas incandescentes emitem 95% de calor e apenas 5% de luz, o que prejudica o meio ambiente. “É uma lâmpada que tem baixíssima eficiência e vida curta”, explica. Segundo ele, a melhor opção é usar as lâmpadas LED, que são mais eficientes e não contêm metais pesados, como as fluorescentes, que têm mercúrio em sua composição. O uso de lâmpadas LED já é adotado amplamente em outros países como China, Índia, Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, Cuba, Austrália, Argentina, Venezuela e na União Europeia.

Segundo a Abilux, se todas as lâmpadas do país fossem substituídas por LED, haveria uma redução de cerca de 10% no consumo de energia elétrica. “Não só o cidadão ganha quando usa uma lâmpada mais moderna, mas o país ganha porque transfere investimentos em geração e distribuição de energia. A diferença de eficiência é tão grande que reflete em todo o país porque não existe lugar onde não se usa uma lâmpada, em ambientes externos e internos. Então, vale a pena”, diz Roizenblatt. Segundo dados da ONU, a substituição das lâmpadas incandescentes no mercado é capaz de economizar anualmente cerca de 5% de toda a energia elétrica utilizada no mundo.

Compartilhe:
26/06/2016
Por Danilo Evaristo em Notas

Dilma vai reunir aliados para formular proposta de novas eleições

dilma

Foto: Elza Fiúza/ABr

Correio Braziliense – Com a articulação política tímida no Senado para tentar reverter os votos pró-impeachment, os efeitos da Operação Custo Brasil, que prendeu o ex-ministro Paulo Bernardo, e ainda o mergulho estratégico do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os aliados da presidente afastada Dilma Rousseff tentam a última cartada para retomar o poder.

Amanhã, às 19h, reunião no Palácio da Alvorada com lideranças políticas ligadas à petista e grupo de juristas pretende amarrar juridicamente proposta de novas eleições para ser encampada por Dilma caso ela retorne à Presidência da República. Os 10 senadores da bancada do PT no Senado fecharam questão e apoiam integralmente a convocação de um plebiscito para a população brasileira decidir em relação à realização de eleição presidencial neste ano.

O objetivo do encontro é conceber um formato com amparo constitucional para chamamento de eleições e apresentá-lo posteriormente a um grupo de 13 a 15 senadores que, na avaliação dos petistas, poderiam mudar o voto e apoiar o retorno de Dilma. O Correio apurou com fontes petistas que a articulação política no Senado está praticamente parada. Os obstáculos enfrentados, avaliam os aliados de Dilma, são bem maiores do que o imaginado.

A primeira dificuldade apontada é que o presidente interino Michel Temer tem a caneta na mão. Foi assim que o peemedebista deu um passo para assegurar o voto do senador Romário (PSB-RJ) a favor do impeachment. Temer, na segunda-feira, trocou o titular da Secretaria Especial dos Direitos das Pessoas com Deficiência. Ele nomeou para o cargo Roseane Cavalcante Freitas, indicada pelo político carioca.

As pesquisas de opinião divulgadas até o momento foram consideradas ruins pelos petistas. Apesar de grande parte das pessoas rejeitar o governo provisório, a população indica que não quer o retorno de Dilma. O outro obstáculo é a própria divisão do partido em relação ao chamamento de novas eleições. Parlamentares do PT afirmam que até a presidente está perdida em relação a este assunto. Reclamam que, até agora, faltando aproximadamente um mês e meio para a definição do impeachment no Senado, não há uma proposta clara, definida, e com amparo constitucional, para apresentar e tentar “virar” os votos.

Compartilhe:
26/06/2016
Por Danilo Evaristo em Educação

Simulado Hora do Enem poderá ser feito até 03 de julho

O segundo simulado oficial da plataforma de estudos Hora do Enem está disponível desde às 8h de ontem (25). Nesta edição, diferentemente do primeiro exame, os estudantes poderão realizar a prova até as 20h do dia 3 de julho. Para participar da avaliação, os interessados devem se cadastrar na plataforma de estudos oficial Hora do Enem e aguardar a liberação do simulado on-line no período determinado. Os participantes terão até quatro horas seguidas para a conclusão da prova.

O simulado é realizado pelo Ministério da Educação (MEC) em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou a importância de uma boa preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado em 5 e 6 de novembro.

“Convoco todos os jovens do Brasil que estão se preparando para o Enem a participar do segundo simulado, agora, em junho”, disse. “É uma ótima oportunidade para se preparar”, destacou. A prova contará com 80 questões, elaboradas no mesmo formato do Enem, de forma a permitir ao estudante que esteja concluindo o ensino médio, na rede pública ou particular, praticar e ganhar ritmo para as provas oficiais, em novembro.

A pontuação de desempenho do aluno é divulgada pela plataforma Hora do Enem, imediatamente, após a realização do simulado. O mecanismo ainda possibilitará que o usuário verifique se atingiu ou não a nota de corte do curso que pretende fazer e da universidade na qual espera ingressar.

Compartilhe:
26/06/2016
Por Danilo Evaristo em Educação

Censo Escolar 2016 começa nesta segunda-feira (27)

Nesta segunda-feira (27), começa a coleta de dados do Censo Escolar deste ano. Diretores e responsáveis por escolas de educação básica devem preencher os formulários com as informações de suas instituições por meio do Educasenso, no portal do Inep, até 31 de agosto. Durante o período de preenchimento, serão recolhidas informações detalhadas sobre as unidades de ensino públicas e particulares do País, além de alunos, professores e turmas de todas as etapas e modalidades da educação básica.

A coordenadora do Censo Escolar da Educação Básica, Aline Perfeito, ressalta que o Censo é o mais importante levantamento educacional do País e que deve ser preenchido com cuidado, já que ele integra indicadores educacionais e baseia a implementação de políticas e a distribuição de recursos federais na área. Caso o usuário deixe de informar a real situação da unidade, os recursos destinados a ela podem sofrer alterações, prejudicando o desempenho de toda a escola.

“Muitos programas do Ministério da Educação só funcionam com o Censo, como o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o programa de alimentação escolar, de transporte escolar, o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), e também outros, como o Programa Nacional do Livro Didático”, listou. O sistema, lembra Aline, é idêntico ao do ano passado, quando foram informados os dados de 49 milhões de matrículas em aproximadamente 190 mil escolas. Desde 2007, as informações coletadas sobre alunos e professores são individualizadas.

Compartilhe:
26/06/2016
Por Danilo Evaristo em Turismo

Gasto de turista estrangeiro no Brasil cresce 10%

turismo

Foto: Gustavo Messina/Ascom

Os gastos dos estrangeiros no Brasil cresceram pelo quinto mês consecutivo. Em maio, a receita cambial foi de US$ 434 milhões – 4,08% a mais se comparado ao mesmo período de 2015.  As informações são do Ministério do Turismo com base em dados divulgados pelo Banco Central nesta sexta-feira (24). A soma do acumulado do ano também é positiva. Os estrangeiros gastaram US$ 2,75 bilhões, 10,24% a mais que no mesmo período de 2015, quando a receita foi de US$ 2,50 bilhões.

Para o ministro interino do Turismo, Alberto Alves, os dados reforçam o quanto o turismo tem potencial para aquecer a economia do país. “A proximidade dos Jogos Olímpicos e a consequente superexposição do país vai atrair a chegada dos estrangeiros no país o que, certamente, contribuirá para superar ainda mais o aumento da receita”, comentou.

A despesa do brasileiro no exterior continua registrando queda. Foram gastos US$ 1,113 bilhão em maio deste ano contra US$ 1,414 bilhão no mesmo mês de 2015. Já no acumulado do ano, de janeiro a maio de 2016, a despesa cambial foi de US$ 5,16 bilhões –  percentual de 37,76% inferior ao mesmo período de 2015, quando a despesa foi de US$ 8,29 bilhões.

Compartilhe:
25/06/2016
Por Danilo Evaristo em Mega-Sena

Mega-Sena pode pagar R$ 2,5 milhões neste sábado (25)

O sorteio do concurso 1.831 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 2,5 milhões para quem acertar as seis dezenas neste sábado (25). O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília), em Campina Grande (PB). De acordo com a Caixa Econômica Federal, se um apostador levar o prêmio sozinho e aplicá-lo integralmente na poupança, receberá cerca de R$ 15,7 mil por mês em rendimentos. Caso prefira poderá montar uma frota de 100 carros populares ou seis imóveis de R$ 400 mil cada.

Compartilhe:
24/06/2016
Por Danilo Evaristo em Notas

Dupla Sena terá mais duas faixas de premiação

Agência Brasil – A Caixa Econômica Federal anunciou hoje (24) alterações na Dupla Sena, com a introdução de mais duas faixas de premiação. A partir do dia 28, ganha quem fizer 6, 5, 4 ou 3 acertos (terno) no 1º e 2º sorteios, com uma faixa para cada sorteio. Até agora, a Dupla Sena premiava quem acertasse 4, 5 ou 6 números no 1º e ou 2º sorteios.

As novas regras foram publicadas em portaria no Diário Oficial da União e, segundo a Caixa, complementa as alterações realizadas em abril na modalidade, quando foi lançado o 3º sorteio semanal e iniciada a captação de recursos para o concurso especial a ser realizado em 2017, denominado “Dupla Sena de Páscoa”.

De acordo com a vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Deusdina dos Reis Pereira, a alteração “complementa a estratégia da Caixa de modernizar as Loterias Federais, dando mais oportunidades aos apostadores para concorrerem às diversas faixas de premiação”.

Compartilhe:
24/06/2016
Por Danilo Evaristo em Natal

Prefeitura de Natal anuncia cancelamento de concurso da Saúde

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), anunciou na tarde desta sexta-feira (24), o cancelamento do concurso da Secretaria Municipal de Saúde, realizado no último domingo (19). O comunicado foi realizado através do perfil do prefeito no twitter.

“Diante das irregularidades insanáveis confirmadas pela comissão do concurso público da saúde, determinamos a anulação do concurso. Novo certame será realizado em data a ser definida. Nossa determinação é garantir a lisura do concurso. Não compactuamos com o erro”, comunicou o prefeito.

O cancelamento se deu devido às irregularidades apresentadas durante a realização das provas, como falta de cadernos, problemas de impressão, entre outros problemas relatados e apurados.

O concurso

Muitas denúncias de irregularidades e desorganização na aplicação das provas marcaram o concurso púbico da Saúde realizado no último domingo (19) em Natal. O Sindicato do Servidor Público de Natal (Sinsenat) protocolou junto ao Ministério Público Estadual (MPE) todas as denúncias recebidas pela entidade sobre irregularidades no concurso.

Para o Sindicato de Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte (SindSaúde) diversas determinações do edital foram descumpridas. Chegando ao extremo de anular as provas para o cargo de fisioterapeuta e médico mastologista. Ainda de acordo com a entidade fotos dos cadernos de prova circularam pelas redes sociais, o que deveria ser impossível, já que o edital impedia a levada dos cadernos mesmo após finalização das provas.

A desorganização ocorreu mesmo após a empresa ter obtido uma arrecadação recorde neste concurso de R$ 1.6 milhões, pagos pelos quase 94 mil inscritos. Pelo contrato, o lucro é da empresa que organizou o concurso e não da prefeitura. A Prefeitura de Natal lançou o edital do concurso no dia 3 de maio. Ao todo, são 1.339 vagas ofertadas e os salários chegam a R$ 5.062.

Via Nominuto

Compartilhe:
24/06/2016
Por Danilo Evaristo em Notas

Teori envia à Justiça Federal de Brasília denúncia contra Lula

Do G1, em Brasília – O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta-feira (24) o envio para a Justiça Federal de Brasília de denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela suposta tentativa de comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Também são alvos da mesma denúncia o senador cassado Delcídio do Amaral, o banqueiro André Esteves e outras quatro pessoas.

Os sete são acusados de obstrução à Justiça, por suposta tentativa de atrapalhar a delação de Cerveró na Operação Lava Jato. Procurada, a defesa de Lula informou que não vai se manifestar sobre a decisão. Para Teori Zavascki, “tais fatos não possuem relação de pertinência imediata com as demais investigações relacionadas às fraudes no ‘ambito da Petrobras'”. Por isso, ele entendeu que deve ser considerado o local onde o suposto crime foi consumado, em Brasília.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo que o caso fosse remetido para o juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná, por entender que havia conexão dos fatos com o esquema de corrupção na Petrobras. Segundo Janot, alguns dos denunciados, como o empresário José Carlos Bumlai, o filho dele Maurício Bumlai e o próprio Cerveró já são alvos de processo no Paraná.

Advogados de defesa dos acusados, no entanto, contestaram o pedido de envio ao Paraná. O banqueiro André Esteves, um dos denunciados, argumentou que o suposto crime foi cometido em Brasília. Já o ex-presidente Lula afirmou que o caso deveria ir para Justiça Federal de São Paulo porque fatos narrados ocorreram naquele estado.

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros