17/07/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Prazo para sacar saldo das contas inativas do FGTS termina em duas semanas

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Trabalhadores com contas inativas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que pediram demissão ou tiveram o contrato de trabalho finalizado por justa causa até dezembro de 2015 podem sacar o saldo das contas até 31 de julho.

Para retirar o benefício é preciso se dirigir a uma agência da Caixa Econômica Federal. O pagamento é realizado conforme o mês de nascimento do trabalhador. Na fase atual, os saques estão liberados para os nascidos em dezembro, mas quem foi beneficiado em uma das etapas anteriores e ainda não sacou o dinheiro também poderá realizar o saque até o fim do mês.

Até 28 de junho, 18,2% entre os nascidos de janeiro a novembro ainda não tinham realizado o saque. Para conferir quem tem direito ao saque basta acessar o site: www.contasinativas.caixa.gov.br.

Segundo balanço divulgado  na última sexta-feira (14), um total de R$ 41,8 bilhões foi pago a 24,8 milhões de trabalhadores. Esse total foi liberado até a última quarta-feira (12) e equivale a 96% do valor disponível para saque (R$43,6 bilhões).

O número de trabalhadores que sacaram os recursos das contas do fundo representa 82% das 30,2 milhões de pessoas beneficiadas pela medida. Os valores sacados das contas inativas do FGTS superaram a previsão inicial do banco de R$ 35 bilhões.

Atendimento

Para facilitar o atendimento, os trabalhadores devem ter em mãos o documento de identificação e a carteira de trabalho, ou outro documento que comprove a rescisão de seu contrato. Para valores acima de R$ 10 mil, é obrigatória a apresentação dos documentos.

Os trabalhadores com saldo até R$ 1,5 mil podem sacar no autoatendimento, somente com a senha do cartão cidadão. Para valores até R$ 3 mil, o saque pode ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha no autoatendimento, nas lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3 mil, caso não tenha optado por receber o crédito automático em conta do banco, o saque deve ser feito na boca do caixa nas agências.

Compartilhe:
17/07/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Estado busca apoio do Ministério da Justiça para reforçar sistema penitenciário

Estado busca apoio do Ministério da Justiça para reforçar sistema penitenciário

O Governo do Estado garantiu, em Brasília, junto ao Governo Federal, renovação da permanência da força de intervenção penitenciária no RN. A fim de tratar desta e de outras reivindicações, a secretária-Chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, e o Secretário Estadual de Justiça e Cidadania, Mauro Albuquerque, participaram de audiência com o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, na última quinta-feira (13).

A reunião teve como principal objetivo garantir a renovação da portaria da força-tarefa de intervenção penitenciária do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) e a convocação de agentes penitenciários de outros estados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), para continuidade das ações na Penitenciária Estadual de Alcaçuz.

Segundo o Secretário de Justiça Estadual, há interesse do Governo Federal em manter a força no Estado. “A audiência foi bastante exitosa e houve uma sinalização de que a força de intervenção será mantida no Estado até concluirmos a convocação dos novos agentes penitenciários”, disse.

Acompanhados pelo General Araújo Lima, presidente da comissão de elaboração do Plano Diretor do Sistema Penitenciário do RN, a secretária-Chefe aproveitou a ocasião para convidar o Ministro, em nome do Governador Robinson Faria, a participar do lançamento do Plano Diretor.

“O plano diretor do sistema prisional é um marco para a história do RN. O Governador Robinson Faria se empenhou pessoalmente para garantir sua realização e sem dúvida ele será um divisor de águas, no que diz respeito à organização, planejamento e estratégia do Sistema”, afirmou a chefe do Gabinete Civil.

Ainda no Ministério da Justiça, os secretários do Governo do RN estiveram em reunião com o Secretário Nacional de Segurança Pública (SENASP), General Santos Cruz, e o Diretor Geral do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), Coronel Severo.

Compartilhe:
17/07/2017
Por Danilo Evaristo em Currais Novos

Garibaldi comemora autorização da instalação de rádio legislativa FM em Currais Novos

O senador Garibaldi Alves Filho comemorou a notícia da autorização para funcionamento da rádio FM da Câmara Municipal de Currais Novos, publicada na última semana pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, no Diário Oficial da União.

Por meio da portaria número 3.099/2017, a Câmara passou a contar com a primeira rádio FM da rede legislativa do interior do Rio Grande do Norte, na frequência 96,5. A autorização foi a conclusão de um trabalho que contou com o apoio do senador Garibaldi junto ao ministério das Comunicações.

“Fiquei muito feliz com a notícia pois sei da importância e necessidade na divulgação do trabalho legislativo. O rádio continua sendo um forte meio de comunicação e será mais uma ferramenta de aproximação do legislativo de Currais Novos com a população. Nos próximos dia estarei parabenizando a Câmara e os vereadores que se empenharam”, disse Garibaldi.

Compartilhe:
16/07/2017
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Antônio Jácome realiza mais de 60 pequenas cirurgias em Jucurutu

O médico e deputado federal Antônio Jácome (PODEMOS) esteve em Jucurutu neste domingo (16), onde realizou com sua equipe mais de 60 pequenos procedimentos cirúrgicos e atendimentos médicos. Em contato com a reportagem do programa Jucurutu Notícias e com o blog do Danilo Evaristo, o deputado falou sobre a realização do evento e afirmou que sentiu durante os atendimentos que a saúde em Jucurutu não vai bem.

“Foram procedimentos de pequenas cirurgias, e eu percebi primeiro que a saúde infelizmente aqui não vai bem, foi isso que eu ouvi do povo. Segundo, as pessoas estavam esperando há muito tempo a presença de um cirurgião dermatológico para tirarem sinais, nevos, caroços, lipomas, cistos, verrugas, e eu acho que foi uma ação interessante”, observou o deputado.

Antônio Jácome informou que voltará a Jucurutu em outra oportunidade para realizar um evento maior: “Nós vamos voltar para uma ação maior com emissão de documentos, com realização de uma ação cidadã para ajudar o querido povo de Jucurutu”, encerrou.

O evento foi intermediado pelo presidente municipal do PODEMOS em Jucurutu, Alisson Amaral e pelo ex-vereador Juarez Garcia. A unidade móvel (um micro-ônibus) do projeto Cidadania Cristã – projeto realizado por todas as regiões do Rio Grande do Norte há mais de 15 anos – ficou estacionada em frente à escola municipal Joel Lopes Galvão. Fotos: Danilo Evaristo.

Compartilhe:
16/07/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

‘Emenda Lula’ impede prisão de candidatos a 8 meses da eleição

Deputado Vicente Cândido – Foto: Beto Oliveira/Ag. Camara/VEJA

O deputado Vicente Cândido (PT-SP), relator da reforma política na Câmara dos Deputados, incluiu em seu parecer uma emenda que impede a prisão de candidatos até oito meses antes da eleição. A medida, já apelidada de “Emenda Lula“, altera o Artigo 236 do Código Eleitoral, que proíbe a prisão até 15 dias antes do pleito. Se aprovada, a regra passa a valer em 2018.

O ex-presidente Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva no caso do triplex do Guarujá. Caso a decisão do TRF, em segunda instância, mantenha a condenação aplicada pelo juiz Sergio Moro, o ex-presidente poderia ser beneficiado por essa emenda.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo,  o deputado afirmou que a regra foi pensada para “blindar” não somente Lula, mas outros políticos investigados também. “Lula também, como qualquer outro. É nossa arma contra esse período de judicialização da política”, afirmou. “Estou pensando nesse momento conjuntural do Brasil, criando um contrapeso. É uma blindagem da política. Nós precisamos fazer alguma coisa”, disse o relator.

O dispositivo cria uma habilitação prévia de candidatura. Com o documento em em mãos, o candidato ganha um salvo-conduto que o livra da cadeia até 48 horas depois das eleições. Os políticos  devem pedir  a habilitação entre 1º e 28 de fevereiro à Justiça Eleitoral, que poderá concedê-lo até 30 de abril.De acordo com o jornal, a reforma política deve ser votada pela comissão em 3 de agosto. Para valer nas eleições de 2018, a proposta precisa passar  pelo plenário da Câmara e pelo Senado até setembro.

Veja.com

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros