28/07/2017
Por Danilo Evaristo em Caicó

Nelter Queiroz prestigia feirinha de Sant’Ana em Caicó

O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) dedicou sua agenda nesta quinta-feira (27) à tradicional feirinha de Sant’Ana em Caicó.

O evento reúne um verdadeiro mix de fé, tradição, cultura e devoção por nossa senhora Sant’Ana. Na oportunidade, o parlamentar reencontrou e cumprimentou diversos conterrâneos e amigos seridoenses presentes na festividade.

Compartilhe:
27/07/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Evaristo Costa quase chora ao se despedir do Jornal Hoje

Por Raul Saraiva

Evaristo Costa anunciou que se demitiu da Globo para ir morar no exterior com a família. Em seu último dia como âncora do Jornal Hoje, na tarde desta quinta-feira (27), o jornalista segurou as lágrimas no momento em que aproveitou para se despedir dos telespectadores.

‘Essa foi minha última apresentação de tantas, ao longo dos meus 14 anos aqui com vocês. Muito obrigado pelo carinho neste tempo todo e até breve!’, disse.

Antes mesmo de o programa chegar ao fim, os internautas já estavam lamentando sua saída. Evaristo Costa dividiu a bancada do Jornal Hoje durante 14 ao lado de sua colega de trabalho e amiga pessoal, Sandra Annenberg – que também quase chorou com a despedida.

Compartilhe:
27/07/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Rodrigo Maia gastou mais de R$ 600 mil em voos da FAB

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Da BandNews FM

Segundo na linha sucessória do país, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, gastou mais de R$ 600 mil para ir e voltar para casa em jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) no primeiro trimestre. Em apenas três meses, foram 30 viagens entre Brasília e o Rio de Janeiro, onde mora.

A despesa leva em conta apenas o consumo de combustível de um modelo Legacy 600 da Força Aérea Brasileira – o mais utilizado por ministros e outras autoridades, segundo apurou o repórter Pablo Fernandez.

Nessa terça-feira, um levantamento exclusivo da BandNews FM apontou que Rodrigo Maia foi o campeão de voos no governo Michel Temer. Normalmente, o político do DEM voa com mais 8 passageiros.

Se utilizasse um voo comercial entre São Paulo e Rio de Janeiro, o gasto seria, em média, de R$ 1.500 por pessoa. Em um jatinho da FAB é de R$ 2.400.

Se o trajeto de Maia entre Brasília e o Rio de Janeiro fosse feito por uma empresa de táxi aéreo, sairia por R$ 78 mil reais. Em 30 viagens, o custo ultrapassaria R$ 2,3 milhões.

Compartilhe:
27/07/2017
Por Danilo Evaristo em Esporte

Santos alega interferência de repórter da Globo e quer anular jogo com o Flamengo

Diego Garcia, do ESPN.com.br

O Santos quer a anulação do jogo com o Flamengo por acreditar em interferência externa de um repórter da Globo/Sportv no lance em que o árbitro Leandro Vuaden voltou atrás em pênalti inicialmente marcado para os mandantes na Vila Belmiro.

Posteriormente, após a publicação da reportagem, o Santos confirmou a informação por meio de ofício enviado à CBF. VEJA AQUI.

De acordo com fontes do clube, uma câmera do estádio flagrou momento que indica que, na análise dos santistas, um profissional da emissora teria supostamente influenciado em decisão de Vuaden. A agremiação, contudo, não enviou tais comprovantes à reportagem.

Em seu ofício, o Santos acusa o jornalista Eric Faria. Procurado, o repórter disse que não ia se manifestar.

No lance, perto do fim do primeiro tempo, o juiz voltou atrás em pênalti inicialmente marcado para o time santista, após o atacante Bruno Henrique cair na área. O clube também cogita cobrar um gancho pesado ao árbitro.

A cúpula alvinegra, irritada com o lance, reuniu-se com o departamento de futebol e chegou à conclusão que houve interferência externa. O juiz voltou atrás depois de uma conversa com o quarto árbitro, Flavio Rodrigues de Souza.

O Santos venceu por 4 a 2, mas foi eliminado da Copa do Brasil – um gol a mais classificaria o time paulista.

Perguntado sobre o assunto, em contato com o ESPN.com.br, o presidente Modesto Roma não negou as informações. “Esse é um assunto interno”, limitou-se a dizer. Fontes ligadas ao cartola confirmam tudo o que foi publicado.

Já o árbitro Leandro Vuaden, em entrevista ao Sportv, negou o ocorrido.

“Que fique bem claro que não houve nenhuma interferência externa. Fico muito triste quando pessoas tentam adicionar alguma coisa ou contestar alguma decisão dizendo que houve interferência. Deixando bem claro o que aconteceu, no deslocamento houve um contato, e de forma tardia, acabo assinalando. Não estou 100% convicto, mas optei por tomar a decisão. A partir daí, houve um protesto, também estou com dúvida. Qual recurso que tenho? Por mais distante que esteja, o ângulo de visão do quarto árbitro é melhor que o meu. O que eu fiz, o que o futebol espera que seja feito, foi buscar uma informação no árbitro”, apontou o juiz.

A assessoria da TV Globo foi procurada para dar um posicionamento em nome de Eric Faria, mas não respondeu ao e-mail da reportagem. Ao Globoesporte.com, disse o seguinte:

“A Globo repudia as acusações feitas ao jornalista Eric Faria relacionadas ao pedido do Santos à CBF para anulação do jogo de ontem (26/7) contra o Flamengo. Assim como seus profissionais, a Globo está em campo para garantir a melhor cobertura e transmissão para o público apaixonado por futebol. Com visão crítica e imparcial. Investimos no futebol brasileiro há 30 anos. Não apenas na compra dos direitos, mas também na excelência das transmissões, com tecnologia e recursos de referência reconhecidos internacionalmente e com uma equipe de profissionais altamente especializada e comprometida com as melhores práticas jornalísticas”.

Compartilhe:
27/07/2017
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Recuperação do trecho da RN-118 que liga Jucurutu a Caicó é iniciada

Tapa-buraco é iniciado no trecho da RN-118 que liga Jucurutu a Caicó

Usando as redes sociais nesta quinta-feira (27), o deputado estadual Nelter Queiroz, informou que o governo do Rio Grande do Norte, através do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), iniciou hoje a recuperação da RN-118, trecho que liga Jucurutu a Caicó.

“Agradeço ao Departamento de Estradas de Rodagens (DER) e ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte por terem atendido nosso pleito e iniciarem a recuperação da RN-118, entre Caicó e Jucurutu”, escreveu o deputado.

O parlamentar lembrou de suas constantes cobranças feitas junto ao governo do RN para a realização do serviço: “A recuperação da RN-118 é uma luta constante de nosso mandato, pois sabemos o quão é importante para a segurança dos motoristas trafegarem numa rodovia em bom estado de conservação”.

Nelter afirma que lutará para que a construção de uma nova estrada aconteça. “Após esta nova operação tapa buracos, vamos batalhar pela construção – em definitivo – da nova estrada entre Caicó e Jucurutu, com recursos do Programa Governo Cidadão (antigo RN Sustentável)”, concluiu Queiroz.

Compartilhe:
27/07/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

Apodi: Justiça determina desobstrução de calçadas e vias públicas

O Juízo da Vara Única de Apodi deferiu ação civil pública ajuizada pela 1ª Promotoria de Justiça naquela comarca, determinando que o município providencie, dentro do prazo de 60 dias, a desobstrução das calçadas públicas, ruas, praças e caminhos da cidade, no sentido de promover o trânsito livre para pedestres e veículos.

Na decisão, foi fixada multa diária por descumprimento no valor de R$ 1 mil em desfavor do poder público municipal, do prefeito e do secretário municipal de Urbanismo e Transportes.

A ação do MPRN buscava a determinação da Justiça para a desobstrução de vias públicas ocupadas irregularmente por comerciantes, com barracas ou produtos expostos à venda nas calçadas dos principais logradouros públicos no centro comercial de Apodi, a exemplo das ruas Margarida de Freitas, São João Batista, Antônio Lopes Filho, Governador Dix-Sept Rosado, Marechal Floriano, entre outras.

A Justiça reconheceu a inércia do poder público municipal, que admitiu o problema, no entanto, “…não apresenta solução plausível, limitando-se a alegar a inexistência de fiscais de obras e engenheiros, e a informar que tem notificado comerciantes acerca da obstrução das calçadas e que convocou reunião com o CDL para tratar do assunto”, traz trecho da decisão.

O Juízo de Apodi também ressaltou que cabe ao município a execução da política de desenvolvimento urbano, do parcelamento, uso e ocupação do solo, de modo a garantir a função social da cidade e o bem-estar de seus habitantes. O não cumprimento de suas atribuições tende somente a agravar a situação, obrigando os pedestres a dividir o trânsito com veículos automotores, o que representa risco constante de acidentes, além de inviabilizar a acessibilidade de pessoas com deficiência.

A Justiça deferiu a tutela de evidência, que é uma espécie de tutela de urgência, na ação ajuizada pelo MPRN, citando o município para responder aos termos do processo no prazo de 30 dias.

Compartilhe:
27/07/2017
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Jucurutu: Prefeitura estoura limite prudencial em apenas 6 meses de gestão e terá que cortar gastos

Está na edição de hoje, 27/07, Diário Oficial da FEMURN: a prefeitura de Jucurutu atingiu 55,4% de gastos com funcionários, conforme consta no Relatório de Gestão Fiscal (RGF) do 1° semestre do Poder Executivo. Isto significa que a prefeitura ultrapassou o Limite Prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que é de 54%.

O curioso é que isso ocorre justamente no momento em que as prefeituras recebem mais dinheiro do Governo Federal. Para se ter uma ideia, comparando os valores recebidos pelo município de janeiro a junho de 2017 com os valores recebidos no mesmo período de 2016, neste ano os cofres públicos estão bem mais cheios, com R$ 1,5 milhão de reais a mais do que no ano passado, que representa um crescimento do dinheiro de quase 14% a mais, conforme o quadro a seguir:

REPASSES À PREFEITURA DE JUCURUTU

PERÍODO

2016

2017

VARIAÇÃO

JAN/FEV

R$ 3,5 mi

R$ 4,5 mi

+ R$ 1 mi

MAR/ABR

R$ 3,4 mi

R$ 3,73 mi

+ R$ 0,43 mi

MAI/JUN

R$ 4,1 mi

R$ 4,25 mi

+ R$ 0,15 mi

TOTAL

R$ 11,0 mi

R$ 12,48 mi

+ R$ 1,48 mi

Fonte: https://www42.bb.com.br/portalbb/daf/beneficiarioList,802,4647,4652,0,1,1.bbx?cid=2258

Na prática, a prefeitura conta com quase R$ 300 mil reais a mais todos os meses, se comparado a 2016, e mesmo assim o município atingiu Limite Prudencial. Uma das razões que ajudam a explicar isso é o aumento do número de cargos comissionados atualmente ocupados, que saltou de mais ou menos 50 em 2016 para cerca de 70 em 2017, representando crescimento de aproximadamente 40%.

Diante deste quadro, a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Constituição Federal estabelecem medidas a serem adotadas pelo Poder Executivo para colocar a administração dentro da margem de gastos com pessoal fixadas pela legislação. Entre essas ações determinadas pelo Art. 169 da Constituição, em seu § 3º, está a do prefeito ser obrigado a diminuir pelo menos 20% dos gastos com cargos comissionados, contratos temporários entre outras, sob pena de incorrer em improbidade administrativa.

E agora, José?

Compartilhe:
27/07/2017
Por Danilo Evaristo em Notas

MPRN destaca medidas para contingenciamento de despesas

O procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte, Eudo Rodrigues Leite, anunciou que o Ministério Público potiguar terá que reduzir despesas, diante dos contingenciamentos orçamentários que já ocorreram nesse primeiro semestre e que devem se repetir até o final desse ano de 2017. Eudo lembra que o MPRN vem adotando medidas nesse sentido desde o início de 2017. “Até o final do ano, a projeção é que os contingenciamentos alcancem uma redução em torno de R$ 20 milhões”, afirma.

O orçamento inicial do MPRN para 2017 era de R$ 302 milhões. Até o fim do primeiro semestre, o MPRN já havia registrado uma redução de R$ 10 milhões e a expectativa é poder reduzir ainda mais, para contar com R$ 282 milhões no total até dezembro.

No dia 22 de julho passado, o Governo do Estado decretou contingenciamento de R$ 76.750.048,91 nos repasses aos poderes Legislativo, Judiciário e corte de despesas no próprio Executivo. A medida significa uma redução nos valores que os órgãos da administração pública receberão para pagar servidores, manutenção, investimentos e outros gastos.

“O MPRN recebeu a comunicação acerca do contingenciamento e, após análise dos números com o nosso pessoal do orçamento e financeiro e a constatação da gravidade da crise financeira e orçamentária porque passa o Estado do RN, acatamos esse contingenciamento. Já estamos reduzindo despesas, de modo a adequar nosso orçamento a essa limitação de empenhos. Nesse momento de grave crise financeira e fiscal, o Executivo vai precisar tomar algumas medidas amargas e todos os demais poderes e instituições precisam participar do esforço conjunto em favor do RN. Esta é uma questão de Estado e não de governo”, detalhou o procurador-geral de Justiça.

As medidas adotadas para conter as despesas até o fim do ano são redução com gastos em diárias e passagens, suspensão de diversas obras, renegociação de locações de imóveis e de contratos de terceirização, entre outras medidas.

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros