07/10/2018
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Nelter Queiroz votou por volta das 12h em Jucurutu

O deputado estadual e candidato à reeleição pelo MDB, Nelter Queiroz, votou por volta das 12h deste domingo, na escola municipal Wagner Lopes de Medeiros, em Jucurutu. O deputado acompanhará o resultado do processo eleitoral ao lado de sua família.

Compartilhe:
07/10/2018
Por Danilo Evaristo em Notas

Justiça volta a proibir venda de bebida alcoólica no domingo de eleição

Por G1 RN

Uma resolução do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte derrubou a liminar que permitia a comercialização de bebida alcoólica neste domingo (7), dia de eleição. O Tribunal de Justiça havia concedido um recurso ao grupo Walmart para a venda das bebidas.

Quem havia determinado a proibição inicialmente era a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), através de portaria. O grupo de supermercados entrou com um mandado de segurança, que foi julgado procedente pelo magistrado do TJ.

A justificativa era de que não havia lei nem qualquer resolução do Tribunal Regional Eleitoral do RN que determinasse a proibição, e a Sesed, como órgão do Poder Executivo, não tem atribuição legal para fazer isso.

Entretanto o TRE publicou uma resolução posterior à decisão judicial, proibindo a comercialização das bebidas alcoólicas entre as 6h e as 18h deste domingo (7), e isso invalidou a decisão do juiz do Ttribunal de Justiça.

Compartilhe:
06/10/2018
Por Danilo Evaristo em Notas

Ibope: Bolsonaro tem 41% dos votos válidos; Haddad, 25%; Ciro, 13%

Agência Brasil  

O Ibope Inteligência divulgou neste sábado a última pesquisa de intenção de votos para a Presidência da República antes do primeiro turno das eleições neste domingo (7). O candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem 41% dos votos válidos e Fernando Haddad (PT) soma 25%. Ciro Gomes (PDT) tem 13% e Geraldo Alckmin (PSDB), 8%.

Marina Silva (Rede) e João Amoêdo (Novo) aparecem com 3% cada um.

Henrique Meirelles (MDB), Cabo Daciolo (Patriota), Alvaro Dias (Podemos) registram 2% cada. Guilherme Boulos (PSOL) tem 1%. Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram.

Os votos válidos não consideram os votos em branco, nulos e indecisos. Para vencer em primeiro turno, o candidato pecisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais

De acordo com o Ibope, nos votos totais (considerados brancos, nulos e eleitores indecisos), Bolsonaro atinge 36%, Haddad, 22%; Ciro, 11%; Alckmin, 7%; e Marina, 3%.

Amoêdo, Meirelles e Cabo Daciolo têm 2% cada. Alvaro Dias e Boulos, 1%. Vera Lúcia, João Goulart Filho e Eymael não pontuaram.

Brancos e nulos somam 7%. Não sabem ou não responderam 5%.

O nível de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Evolução dos resultados

Na comparação com a pesquisa do dia 3 de outubro, Bolsonaro passou de 36% para 41%; Haddad de 22% para 25%.

Ciro oscilou de 11% para 13%; Alckmin de 7% para 8%; e Marina alcançou os mesmos 3% de intenção de votos.

Brancos e nulos passaram de 11% para 7% e não sabem ou não responderam oscilou de 6% para 5%.

Rejeição

A taxa de rejeição de Jair Bolsonaro é de 43% e de Fernando Haddad é de 36%. Marina tem 22%, Alckmin, 16%; Ciro, 15%; Meirelles, 10%; Alvaro Dias, Cabo Daciolo e Boulos, 9%; Eymael e Amoêdo, 8%; Vera Lúcia, 7%; João Goulart Filho, 6%.

Eleitores que votariam em todos somam 2% e não sabem ou não preferem opinar, 7%.

Segundo turno

Conforme o Ibope, uma eventual disputa em 2° turno entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, o candidato do PSL teria 45% dos votos e Haddad, 41%. Brancos e nulos somam 12% e não sabem, 3%.

Se o segundo turno fosse entre Ciro e Bolsonaro, Ciro venceria com 45%, Bolsonaro teria 41%, com 11% de votos em branco ou nulo e 2% não declararam.

Um disputa entre Alckmin e Bolsonaro, o tucano teria 40% e Bolsonaro, 43%. Nessa hipótese, 14% dos entrevistados declaram voto em branco ou nulo e 3% preferiram não declarar.

Jair Bolsonaro (46%) venceria em um eventual confronto com Marina (36%). Nesse cenário,15% dos entrevistados declaram voto em branco ou nulo e 3% preferiram não declarar.

O levantamento do Ibope foi realizado nos dias 5 e 6 de outubro e ouviu 3.010 eleitores. A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral.

Compartilhe:
06/10/2018
Por Danilo Evaristo em Notas

CNJ recomenda que juízes não se manifestem sobre política nas eleições

André Richter – Repórter da Agência Brasil 

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) emitiu ontem (5) uma recomendação para que todos os juízes brasileiros não emitam manifestações políticas nas redes socais, na imprensa e não participem de manifestações públicas durante as eleições.

A recomendação foi feita pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins. Segundo Martins, a recomendação tem o objetivo de resguardar a imagem da magistratura brasileira. A proibição do envolvimento de magistrados com atividades políticas já está prevista na Lei Orgânica da Magistratura (Loman).

“O CNJ recomenda a todos os magistrados brasileiros, com exceção do Supremo Tribunal Federal, no exercício ou não da função eleitoral, que se abstenham de participar de manifestações públicas ou de emitir posições político-partidárias em redes sociais, entrevistas, artigos ou através de qualquer outro meio de comunicação de massa, de modo a afastar mácula à imagem de independência do Poder Judiciário brasileiro perante a sociedade, bem como para evitar influência sobre o livre exercício do voto consciente por parte dos cidadãos”, diz a norma.

Compartilhe:
06/10/2018
Por Danilo Evaristo em Notas

TRE-RN responde principais dúvidas sobre o dia das eleições

O primeiro turno do pleito ocorrerá neste domingo (07), com votação começando às 08h00 e seguindo até às 17h00. Serão 06 telas no momento da votação, cabendo ao cidadão escolher os representantes para os seguintes cargos: Deputado Federal, Deputado Estadual, Senador 1, Senador 2, Governador e Presidente.

A previsão do TRE-RN é que até às 22h00 todos os resultados já tenham sido divulgados. Os eleitores podem acompanhar a apuração através do site do TSE, no link: http://divulga.tse.jus.br/, ou pelo aplicativo Resultados, disponibilizado gratuitamente pela Justiça Eleitoral nas lojas virtuais Play Store e Apple Store.

Os eleitores devem se dirigir aos seus respectivos locais de votação portando o título de eleitor ou, se preferir, o e-Título, que substitui o título de papel. Embora o Rio Grande do Norte já disponha de 100% da biometria, é recomendado que o cidadão leve também um documento oficial com foto para o caso da digital não ser reconhecida. Além disso, a Justiça Eleitoral recomenda que o eleitor faça uso da cola de papel contendo os dígitos de seus candidatos escolhidos para que o processo de votação se torne mais ágil. Lembrando que não é permitido fazer selfies com as urnas e que os eleitores não poderão entrar na cabide de votação portando smartphones.

Em caso de dúvidas quanto ao local de votação, a Justiça Eleitoral disponibiliza várias ferramentas para auxiliar nessa questão. A primeira delas é o aplicativo e-Título, que serve tanto para substituir o título de papel, quanto para informar o local de votação atualizado. Outra possibilidade é ligar para o Disque-Eleitor: através do número 0800 084 5464, o eleitor pode checar seu local de votação e tirar outras dúvidas que possam surgir. Além disso, o local de votação também pode ser verificado no próprio site do TRE-RN, através do link: http://www.tre-rn.jus.br/

Quanto ao vestuário, conforme ofício-circular emitido pelo TRE-RN juntamente com o Ministério Público Eleitoral, está permitida a manifestação do eleitor pelo candidato de sua preferência por meio do vestuário, inclusive uso de camisas, desde que a conduta seja espontânea, individual e silenciosa. É proibida, portanto, a aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado, fato que caracteriza manifestação coletiva e, portanto, crime eleitoral.

No dia, conforme decisão da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, será proibida a venda e consumo de bebidas alcoólicas de qualquer espécie em locais públicos, bares, restaurantes, supermercados e outros estabelecimentos afins, localizados no Estado do Rio Grande do Norte, no período compreendido entre 6h e 18h.

TRE RN

Compartilhe:
06/10/2018
Por Danilo Evaristo em Notas

Tudo pronto para as eleições no Rio Grande do Norte

Tudo pronto para as eleições no Rio Grande do Norte

O primeiro turno das Eleições 2018 acontece amanhã (07), das 08h00 às 17h00, e a Justiça Eleitoral já está com tudo pronto para que o pleito ocorra conforme o planejado. Ao todo, 2.373.619 eleitores vão às urnas no Rio Grande do Norte para escolher os seus candidatos. Serão 06 telas no momento da votação, cabendo ao cidadão votar nos representantes para os seguintes cargos: Deputado Federal, Deputado Estadual, Senador 1, Senador 2, Governador e Presidente.

Para essas eleições, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) preparou uma estrutura para atender o eleitorado do estado. Serão 60 zonas eleitorais, com 7.791 seções espalhadas nos 1.551 locais de votação do RN. Ao todo, 8.043 urnas eletrônicas estarão disponíveis, das quais 7.389 serão instaladas para votação, 67 serão utilizadas como Mesas Receptoras de Justificativas (MRJs) e 625 ficarão na situação de contingência.

Em termos de pessoal, o TRE-RN contará com um total de 32.000 trabalhando na organização do pleito. Serão 554 servidores deste Regional Eleitoral, 29.698 mesários que, voluntariamente, estarão atuando diretamente nos locais de votação e 3.883 supervisores. Os mesários voluntários passaram por um treinamento prévio com suas respectivas zonas eleitorais para que todo o serviço seja prestado de maneira padronizada, garantindo ao eleitor uma votação tranquila.

Quanto à segurança, estarão atuando nas eleições os membros das Forças Armadas, da Guarda Municipal, da Polícia Militar, Civil e Federal. Desde a última quinta-feira (04), integrantes do exército começaram a chegar no RN. Ao todo, 97 municípios do estado – correspondendo a 39 zonas eleitorais e 780 locais de votação, serão contemplados com a presença dos militares. São tropas vindas dos estados da Bahia, Paraíba e Pernambuco, garantindo um efetivo de 3.600 militares para atender a demanda do estado potiguar nas Eleições 2018.

TRE RN

Compartilhe:
06/10/2018
Por Danilo Evaristo em Notas

Para votar, o eleitor precisa portar documento oficial com foto

Para votar, o eleitor precisa portar documento oficial com foto. Veja o link do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que esclarece as principais dúvidas dos eleitores: bit.ly/PerguntasFrequentesTSE.

Não valem certidão de nascimento e de casamento como prova de identidade na hora de votar.

Compartilhe:
06/10/2018
Por Danilo Evaristo em Notas

Eleições 2018 terá cobertura ao vivo da TV Assembleia

A TV Assembleia vai transmitir ao vivo, neste domingo (7), a cobertura completa das eleições. A equipe de jornalismo começa os trabalhos a partir das 7h e às 9h30 irá ao ar a primeira transmissão do jornal “Eleições 2018”, que também terá edições ao meio dia, às 15h30 e às 18h.

Serão cerca de 60 profissionais atuando em mais uma importante cobertura. Com mais de 12 horas de duração, a transmissão terá entrada ao vivo dos repórteres durante a programação, levando aos telespectadores informações dos principais colégios eleitorais do Estado, entrevistas e matérias especiais.

Durante o jornal “Eleições 2018” serão entrevistados cientistas políticos, representantes de institutos de pesquisas e convidados. A TV Assembleia também estará em sintonia com a TV Câmara, em Brasília e com a Rádio Senado.

A TV Assembleia pode ser assistida através da Cabo, nos canais 9 (analógico) e 109 (digital); na NET, no canal 16 e em rede aberta nos canais 50 (analógico) e 51.3 (digital). Na internet, é possível acompanhar a TV Assembleia ao vivo, no portal do Poder Legislativo www.al.rn.gov.br.

“Já estamos nos preparativos para oferecer total cobertura às eleições e cumprindo a missão de informar com qualidade”, afirma Bruno Giovanni, diretor da TV.

Em relação ao site (www.al.rn.gov.br) e às redes socials (@assembleiarn) é conduta vedada a divulgação e movimentação dos candidatos ao pleito de 2018.

Urnas

Como vem acontecendo em anos anteriores, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) solicitou e na Assembleia Legislativa também será local de votação, onde funcionarão 7 urnas com cerca de 2 mil eleitores.

Compartilhe:
06/10/2018
Por Danilo Evaristo em Notas

Confira qual é a ordem de votação na urna eletrônica

Karine Melo – Repórter da Agência Brasil

Neste domingo (7), os eleitores vão às urnas escolher o novo presidente do Brasil, os governadores dos 26 estados e do Distrito Federal. Também serão escolhidos os 1.059 deputados estaduais das assembleias legislativas e 24 deputados distritais, 513 deputados federais e dois terços, ou seja, 54 senadores (que ficarão os próximos oito anos no Congresso).

A ordem de votação sofreu uma pequena mudança este ano em relação ao pleito de 2014, quando o primeiro voto foi dado para o deputado estadual. A mudança decorre da Lei nº 12.976, de maio de 2014, que alterou o parágrafo 3º do artigo 59 da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997).

Ordem de votação

O eleitor escolherá primeiro o deputado federal (quatro dígitos). Depois, será a vez de votar para um deputado estadual (cinco dígitos), dois senadores (três dígitos), um governador (dois dígitos) e, por fim, o presidente da República (dois dígitos).

Ao digitar os números, aparecerão a foto, o número, o nome e a sigla do partido do candidato. Se as informações estiverem corretas, aperte a tecla verde Confirma. Para o cargo de senador, o eleitor deve fazer a operação duas vezes.

A urna eletrônica também tem a tecla Corrige, que permite ao eleitor mudar o voto caso detecte algum erro.

A Justiça eleitoral disponibilizou um simulador de votação para o eleitor praticar e não se confundir no dia da votação.

Cola eleitoral

Para facilitar e dar agilidade à votação, a Justiça Eleitoral sugere que o eleitor leve para a cabine de votação a cola eleitoral, em papel, com os números dos seus candidatos. Celulares não são permitidos na cabine de votação.

Para serem eleitos chefes do Poder Executivo já no primeiro turno, os candidatos a presidente e os governadores precisam receber mais da metade dos votos válidos, excluídos brancos e nulos. Caso isso não aconteça, será realizado um segundo turno, em 28 de outubro, entre os dois que obtiverem maior votação.

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros