30/06/2019
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Forró pé de Serra no plantão da farmácia FarMarcos e aniversário de 30 anos de casamento do casal Dedé de Gentil e Marilde neste domingo em Jucurutu

Por ocasião do plantão da farmácia FarMarcos neste domingo (30) em Jucurutu, somando-se ao encerramento das festas juninas e ao aniversário de 30 anos de casamento do casal Dedé de Gentil e Marilde Lopes, o bioquímico Marcos Vinícius e o comerciante Dedé de Gentil, proprietário do Mercadinho São José, promoveram um verdadeiro ‘plantão de forró pé de Serra’, em frente aos dois estabelecimentos comerciais no bairro Santa Isabel.

A animação do evento, que foi finalizado no início da noite de hoje, ficou por ponta de Humberto Show e Banda e Juninho Vocal. Fotos: Danilo Evaristo.

Compartilhe:
30/06/2019
Por Danilo Evaristo em Mega-Sena

Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 34 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas sorteadas ontem no concurso 2164 da Mega-Sena. Eis os números: 16 – 17 – 25 – 47- 48 – 58.

A Quina, com 5 números acertados, teve 51 apostas ganhadoras. Cada uma receberá R$ 43.294,26. A Quadra, com 4 números acertados, registrou 3.431 apostas ganhadoras, com R$ 915,35 para cada uma.

As informações são do site da Caixa Econômica Federal. A estimativa de prêmio para o próximo concurso, dia 3 de julho, quarta-feira, é de R$ 34.400.

Agência Brasil

Compartilhe:
30/06/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Setor de água mineral cresce mais de 300% no RN em 10 anos

Setor de água mineral cresce mais de 300% no RN em 10 anos — Foto: Divulgação

Por G1 RN

A produção de água mineral aumentou 337% em dez anos no Rio Grande do Norte. Em 2008, foram produzidos 116.033 milhões de litros de água mineral e até 2018 esta produção saltou para 507.169.006 milhões de litros, de acordo com dados do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

Nacionalmente, ainda segundo o DNPM, o mercado tem crescido a uma taxa de 10% ao ano desde 2014, acima da média mundial, que é de 8%. A produção atingiu quase nove bilhões de litros e 12 bilhões de reais em vendas em 2018, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais (Abinam).

Em 1995, havia no Brasil 319 concessões de extração de água mineral e até setembro do ano passado, eram 789.

A economia potiguar também registra este aumento, em 10 anos houve um incremento de 50% de empresas produtoras. Em 2008, 14 empresas envasadoras de água estavam em atividade no Rio Grande do Norte e no ano de 2018 o número de empresas passou a ser 21.

Fórum

No dia 17 de julho, a partir das 18h, no auditório da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), empresários da cadeia produtiva de água mineral natural participarão do Fórum “Boas Práticas com a Água Mineral”. Fornecedores, distribuidores e revendedores vão discutir os cuidados necessários de manutenção da qualidade do produto desde a saída da fonte até a chegada à casa do consumidor final.

Compartilhe:
29/06/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Prefeitura de Lucrécia iniciou o processo de silagem nas comunidades rurais

A prefeitura municipal de Lucrécia, por meio da Secretaria de Agricultura, iniciou o processo de silagem nas comunidades rurais, auxiliando os agricultores e pecuaristas em um aumento ou manutenção da produção, em especial no período de seca que está iniciando.

Além disso, a silagem proporciona uma armazenagem de grande volume de alimento em pouco espaço, permitindo a oferta de um rebanho bem nutrido e que pode ser vendido por um valor mais alto.

A prefeita Ceição Duarte acompanha de perto todo processo. “Estamos dando continuidade às ações de fortalecimento aos nossos agricultores, depois do sucesso do corte de terra 100% gratuito, estamos fazendo a Silagem de ração animal, o que irá garantir que o agricultor passe o período de estiagem mais tranquilo com o seu rebanho”, ressalta Ceição Duarte.

A equipe da secretaria municipal de Agricultura tem uma parceria forte com a EMATER, essa parceria fortalece e melhora ainda mais a qualidade do serviço oferecido aos agricultores.

Compartilhe:
29/06/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Crediamigo amplia para R$ 21 mil o limite total de empréstimo

A partir de 1º de julho, clientes do Crediamigo já podem tomar empréstimo com limite total de até R$ 21 mil. O programa de microcrédito produtivo e orientado do Banco do Nordeste também passa a atender clientes com faturamento anual de até R$ 200 mil. Antes o limite de endividamento era de R$ 15 mil e o de faturamento era de R$ 120 mil por ano.

O Crediamigo atua com microempreendedores urbanos dos setores informal ou formal (microempresas, enquadradas como microempreendedor individual, empresário individual, autônomo ou sociedade empresária). O programa tem mais de 2 milhões de clientes ativos e já desembolsou R$ 4,6 bilhões em 2019, realizando 2,1 milhões de operações de crédito.

Para mais informações, os clientes podem entrar em contato com a Central de Relacionamento do Banco do Nordeste, pelo 0800 728 3030.

Programa

O Crediamigo é o maior programa de microcrédito orientado da América do Sul e o terceiro maior do mundo. A metodologia destaca-se por oferecer o recurso financeiro associado a acompanhamento e orientação para melhor aplicação do crédito.

O programa disponibiliza capital de giro para investir em móveis, utensílios, máquinas e equipamentos, reformas de instalações e seguros de vida.

Compartilhe:
29/06/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Justiça determina bloqueio de R$ 1,2 milhão nas contas do Estado por dívidas com precatórios

O juiz Bruno Lacerda, responsável pela Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do RN, determinou a realização de bloqueio de R$ 1.278.010,50 nas contas do Estado do Rio Grande do Norte, para saldar os valores em atraso referentes aos aportes mensais devidos para o pagamento de precatórios. Com a decisão, o Estado passa a ficar registrado como inadimplente junto ao SICONV – sistema eletrônico do Governo Federal que impede o recebimento de transferências voluntárias caso o Estado ou Municípios tenham, por exemplo, dívida com precatórios.

“Não é demais lembrar que a previsão para o pagamento das dívidas de precatórios por orçamento (regime geral) ou dos aportes mensais (regime especial) é uma realidade para todos os entes devedores sujeitos ao pagamento de precatórios, em quaisquer dos regimes, não sendo escusável qualquer argumento que se escore na falta de recursos provisionados em orçamento para o cumprimento de tal obrigação, à vista das expressas disposições constitucionais (arts. 100, CF e art. 101 do ADCT)”, observa o magistrado em sua decisão.

O caso

A Divisão de Precatórios instaurou procedimento para acompanhamento do plano anual de pagamento apresentado pelo Estado do Rio Grande do Norte a fim de saldar as obrigações referentes ao exercício de 2019.

Em sua decisão, o juiz esclarece que os pagamentos realizados pelo Estado têm ocorrido de acordo com o plano de pagamento homologado pelo TJRN. Segundo o plano, nos meses de janeiro a abril os valores aportados seriam oriundos, exclusivamente, de valores referentes a percentuais das contas de depósitos judiciais, ainda que tais recursos mensais não alcançassem o patamar de aporte devido mês a mês, calculado em R$ 9.842.143,07.

Certidão apontou que entre janeiro e abril o Estado deixou de aportar o montante de R$ 9.570.857,93. Desta forma, o ente foi informado no último dia 10 da obrigatoriedade de apresentação de plano de pagamento para cumprimento de tal montante, bem como de complementação dos valores referentes ao mês de maio (R$ 189.631,88), totalizando uma dívida de R$ 9.760.489,81.

Segundo o plano de pagamentos, a partir do mês de maio, o Estado deve complementar os valores necessários ao alcance do aporte integral mensal.

“Assim, induvidoso o descumprimento, no que se refere à integralização do aporte de maio de 2019 que, conforme já mencionado, foi de R$ 189.631,88. Quanto aos valores necessários à mesma integralização dos aportes dos meses de janeiro a abril, ressalvados pela aprovação do plano de pagamento em fevereiro, deveriam ter sido objeto de novo plano a ser apresentado pelo Estado, considerando que, segundo regra estabelecida no art. 101, ADCT, os valores aportados anualmente pelos entes devedores devem ser suficientes para a quitação dos débitos, segundo projeção realizada anualmente”, diz a decisão.

O responsável pela Divisão de Precatórios define que o montante de R$ 9.570.857,93 deve ser adimplido nos meses restantes até o final de 2019, resultando no valor mensal de R$ 1.196.357,24 a ser acrescidos ao valor mensal previsto de R$ 9.842.143,07. Assim, a parcela mensal devida pelo Estado será de R$ 11.038.500,31, a partir do mês de maio.

Uma vez que no mês de maio, o aporte realizado foi de R$ 9.760.489,81, a Divisão de Precatórios observou a dívida de R$ 1.278.010,50, “pelo que deve ser realizado o bloqueio e sequestro de tal montante nas contas do referido ente devedor, conforme imposição do art. 104, I, ADCT”, conforme determina a decisão do juiz Bruno Lacerda.

O Tribunal de Contas do Estado, o Ministério Público Estadual e a Assembleia Legislativa serão oficialmente informados do inadimplemento, para adoção das medidas cabíveis.

Compartilhe:
29/06/2019
Por Danilo Evaristo em Currais Novos

Projeto Borborema dá mais um passo para investimentos no Seridó

FOTO: IVANÍZIO RAMOS/ASSECOM/RN

O Governo do Estado recebeu os diretores da Cascar Brasil Mineração para discutir o plano de investimento da empresa para extração de ouro em Currais Novos, denominado Projeto Borborema. O grupo de origem australiana estima iniciar as operações até o final de 2020, após ter recebido dia 22 de abril deste ano a licença de instalação emitida pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).

A governadora Fátima Bezerra dialogou diretamente com o diretor presidente da Cascar, o australiano Andrew Roberts, sobre os investimentos da empresa, que giram em torno de R$ 200 milhões apenas na fase inicial, e a perspectiva de geração de 200 a 300 empregos diretos na 1ª fase do empreendimento, além de outros 1500 empregos indiretos.

“A agilidade do Idema em conceder a licença de instalação proporcionará a gerar de empregos dignos para a população do Rio Grande do Norte, ainda mais importante por ser no interior do estado e à luz da tradição de mineração do Seridó. Nossa política de governo é desconcentrar a geração de empregos e o projeto Borborema conecta-se diretamente. O Governo do Estado está aqui para ser parceiro dos empreendedores, com diálogo e transparência, dando segurança jurídica e patrimonial”, destacou a governadora.

De acordo com o diretor presidente da Cascar Brasil, o projeto que vai recolocar Currais Novos no mapa mineral do país é o foco da empresa, que abriu mão de empreendimentos em outras regiões para concentrar esforços no RN. “Vamos trazer a expertise e o investimento da Austrália, mas os empregos serão todos voltados para o Brasil. Este é um trabalho de longo prazo e temos fé que ele tem tudo para ser lucrativo”, concluiu Andrew Roberts, que esteve acompanhado do diretor operacional Júlio Nery e a geóloga Jucieny Barros, responsável pelo projeto.

Além da licença de instalação, o Governo também já fechou acordo, por meio da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), para cooperar com o empreendimento. O processo de extração do ouro reaproveitará o esgoto tratado de Currais Novos, com a instalação de uma adutora de 30 km ligando a estação de tratamento da cidade até a mina. O empreendimento também contará com uma política de sustentabilidade, sem a utilização de metais pesados na exploração e beneficiamento do ouro e com a produção de rejeito seco.

O próximo passo da relação entre Governo e Cascar será a assinatura de um protocolo de intenções, que está em fase de finalização. Durante a reunião, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, relatou também o trabalho da gestão estadual para reformular o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proadi). “Dentro dos próximos 30 dias vamos apresentar a reformulação do Proadi, com novas alíquotas, incluindo um diferencial de benefício para as empresas que gerarem empregos no interior do estado, dentro da política de desenvolvimento sustentável”, afirmou o secretário.

A reunião ainda contou com a presença da senadora Zenaide Maia, do vice-governador Antenor Roberto, do deputado estadual Francisco do PT, dos secretários-adjuntos do Sílvio Torquato (Desenvolvimento Econômico) e Manoel Assis (Tributação), do diretor presidente da Caern Roberto Sérgio Linhares e do prefeito de Currais Novos Odon Júnior.

Compartilhe:
29/06/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Provas do concurso da UFRN serão aplicadas neste domingo

A aplicação das provas do concurso público para provimento de cargos técnico-administrativo em educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) acontece no próximo domingo, 30, nos municípios de Natal, Caicó, Currais Novos e Santa Cruz. Os locais de provas já estão disponíveis na página do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve): www.comperve.ufrn.br.

As provas para todos os cargos terão duração de 4 horas e 30 minutos. Para ter acesso à sala de provas, o candidato deverá apresentar o original do mesmo documento de identificação utilizado na inscrição. O acesso ao local de realização das provas ocorre das 7h20 às 8h (horário oficial local). Os portões do local de provas serão fechados pontualmente às 8h.

O Edital 012/2019 traz informações sobre a aplicação das provas e etapas posteriores da seleção. O concurso abrange os cargos de psicólogo clínico, nutricionista, administrador, tecnólogo em eventos e produção cultural, engenharia de produção, assistente em administração, desenhista técnico/webdesigner, técnico de tecnologia da informação, técnico em enfermagem, técnico em agropecuária, técnico em eletrotécnica e técnico de laboratório/química.

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros