31/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Idosa de 105 anos recebe alta após se recuperar da Covid-19 no AM

Foto: Nathalie Brasil / Semcom

Por G1 AM

Arminda Santos, de 105 anos, teve alta nesta sexta-feira (29) da enfermaria da Fundação Doutor Thomas, em Manaus, depois de se recuperar da Covid-19. Além dela, outros 14 idosos venceram também a doença e foram liberados pela equipe médica, zerando o número de internados na instituição.

Os 15 pacientes foram transferidos da enfermaria montada nas dependências da fundação. Eles retornaram para os pavilhões e os seus quartos individuais.

Arminda Santos reside na casa há 34 anos. Ela comemorou seu aniversário de 105 anos durante a internação, no dia 12 de maio, onde ficou por 30 dias em estado grave.

De acordo com a equipe médica, Arminda é hipertensa, diabética – o que acarretou a perda total da visão.

“A recuperação dela foi uma surpresa para a equipe médica. Mas com todo suporte da ventilação não invasiva, todos os medicamentos adequados, considerando a função renal dela e a idade, ela venceu a Covid-19 ”, disse a médica da FDT, Simone Henriques, por meio da assessoria.

Compartilhe:
31/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Instalações da CODERN passam por desinfecção por militares das Forças Armadas

Foto: CB FN Nascimento

O Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba, composto pela Marinha do Brasil (Comando do 3º Distrito Naval), pelo Exército Brasileiro (7ª Brigada de Infantaria Motorizada) e pela Força Aérea Brasileira (ALA 10), realizou, neste sábado (30), a desinfecção do Terminal Marítimo de Passageiros e das instalações da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), da Gerência de Operações, alojamento da Guarda e guarita, como uma ação de prevenção e enfrentamento ao coronavírus.

O trabalho foi realizado em horário reservado, sem a concentração de pessoas no local, facilitando a condução da ação e a aplicação dos produtos químicos de forma segura.

A Diretoria da Companhia Docas do Rio Grande do Norte agradece o zelo e o profissionalismo dos militares envolvidos na missão.

Compartilhe:
31/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Governo prorroga suspensão das aulas da rede pública e privada até 06 de julho

Seguindo as recomendações do Comitê Governamental de Gestão da Emergência em Saúde Pública decorrente da pandemia gerada pelo novo coronavírus (Covid-19) e considerando a necessidade de intensificação do cumprimento das medidas de enfrentamento ao vírus, o Governo do Rio Grande do Norte publicou, neste sábado (30), o Decreto Estadual nº 29.725  que prorroga o prazo de suspensão das atividades escolares presenciais nas unidades da rede pública e privada de ensino do Rio Grande do Norte até o dia 6 de julho de 2020.

A governadora professora Fátima Bezerra ressalta que a prorrogação da suspensão das aulas visa mitigar o contágio pelo coronavírus e salvar vidas. “Diante dos números de contágio pela Covid-19 que, ainda, estão muito altos em nosso Estado, não há possibilidade de retomarmos as aulas. O ambiente escolar tem muita circulação de pessoas. E nesse momento nossa prioridade é diminuir a curva de contágio. Como eu tenho dito, a economia pode esperar, o comércio pode esperar e as aulas também podem esperar. À frente de tudo isso está nosso compromisso em cuidar, preservar e salvar a vidas das pessoas”.

O novo decreto prorroga a suspensão das aulas no âmbito do ensino infantil, fundamental, médio, superior, técnico e profissionalizante. O documento também autoriza a Secretaria Estadual da Educação, da Cultura e do Lazer (SEEC) a antecipar o recesso escolar (compreendido no período de 24 de junho a 6 de julho), mediante diálogo com o Conselho Estadual de Educação (CEE).

“Ouvindo diversos segmentos do ensino público e privado do RN, chegamos à conclusão que ainda não é o momento de voltarmos às atividades presenciais em nossas escolas. Vamos seguir com as atividades não presenciais para garantir que a aprendizagem não pare e continuemos a manter alunos e escolas em permanente interação.  Seguiremos observando as orientações da Governadora e da Secretaria de Saúde do RN, esperando uma melhora no quadro que estamos enfrentando”, explicou Getúlio Marques, titular da SEEC.

Desde o início da Pandemia, o Governo do RN vem tomando várias medidas de saúde para o enfrentamento do novo coronavírus com o objetivo de diminuir a curva de contágio, evitar o colapso da rede estadual de saúde e preservar a vida da população potiguar.

Compartilhe:
31/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Projeto de transposição do São Francisco avança e água deve chegar em junho ao Ceará

Foto: MDR

As águas do São Francisco estão chegando ao Ceará. De acordo com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, nesta semana, foram concluídas as obras que garantem a funcionalidade ao Eixo Norte do São Francisco. Segundo ele, a expectativa é que no próximo ano o projeto de integração esteja concluído.

“Imaginamos que agora no mês de junho as águas do rio Chico vão chegar finalmente ao estado do Ceará. Esperamos que no final do ano, início do próximo, cheguem ao Rio Grande do Norte. No Pernambuco e Paraíba já chegaram, está sendo estendido pelo Canal do Sertão. Então, teremos até junho do próximo ano, é nossa expectativa, a conclusão da transposição”, disse Marinho.

Atualmente, o Reservatório Milagres (PE) está em processo de enchimento. Quando cheio, as águas do Rio São Francisco atravessarão a divisa entre Pernambuco e o Ceará e deverão começar a encher o Reservatório Jati (CE) no mês de junho. Neste ano, o Governo Federal já destinou R$ 271,5 milhões ao maior empreendimento hídrico no País.

Além do término do Eixo Norte, o recurso é destinado para as ações ambientais, recuperação e modernização dos reservatórios estratégicos que receberão a água do Rio São Francisco, bem como para a operação e manutenção das estações de bombeamento e demais estruturas ao longo dos seus 477 quilômetros de extensão.

O Eixo Norte tem a finalidade de levar água ao Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba. O Eixo Leste está em funcionamento e já abastece 1,4 milhão de pessoas em 46 municípios da Paraíba e de Pernambuco.

“São ações transformadoras e, sobretudo ações que vão ao encontro de anseios seculares da população do semiárido brasileiro. No caso do São Francisco quase que 30 milhões de pessoas que serão integradas em uma ação desse porte”, disse o ministro.

Cinturão das Águas

O Ministério de Desenvolvimento Regional estima que, em agosto, sejam iniciados os testes de entrega de água do São Francisco ao Cinturão das Águas do Ceará.  A obra, executada pelo governo estadual com recursos federais, vai beneficiar cerca de 4,5 milhões de moradores na região metropolitana de Fortaleza.  O total de repasses federais pactuados para o cinturão é de R$ 1,7 bilhão, sendo que R$ 1,1 bilhão já foi repassado pela União ao Governo do Ceará. A previsão é que o projeto seja entregue em dezembro de 2022.

Revitalização do São Francisco

Depois de levar água à população com a transposição, o governo já planeja iniciar a fase de revitalização do Rio São Francisco. Segundo o ministro Rogério Marinho, a ideia que essa etapa seja iniciada nos próximos quatro meses.

“Esperamos começar já esse ano a revitalização do rio. Não adianta ter a água correndo e o rio estar morto, assoreado, com as margens aterradas, matas ciliares mortas, com as nascentes ser ter reposição das águas”, disse.

O ministro explicou que a revitalização abrange ações como tratamento de esgoto e de resíduos sólidos nas cidades que estão no perímetro do rio, plantação de matas ciliares e desassoreamento para retomar a capacidade de navegabilidade.

“Essa revitalização vai permitir que as cidades que estão no perímetro do rio – no caso do São Francisco são quase mil cidades – tenham seu esgoto tratado de maneira adequada para evitarem continuar a poluir o rio, tratamento dos resíduos sólidos através dos consórcios municipais, inclusive com a geração de energia”, explicou Marinho.

Ramal do Agreste

O Ramal do Agreste, obra que levará água do projeto de Integração do Rio São Francisco à região de maior escassez hídrica em Pernambuco, recebeu deste o início do ano R$ 131,6 milhões do Governo Federal e cerca de 55% da obra já está concluída. Desde o ano passado, foram R$ 722,7 milhões repassados para o empreendimento.

O empreendimento vai beneficiar pelo menos 2,2 milhões de nordestinos. A previsão de entrega é fevereiro do 2021 e mais de 70 cidades na região serão atendidas.

Recursos

Até o mês de abril deste ano, o Ministério do Desenvolvimento Regional empenhou R$ 723,9 milhões para ampliar oferta de água na região Nordeste, que é a mais afetada pela escassez de recursos hídricos. Nesse período, R$ 367,3 milhões foram pagos para obras estruturantes na região, sendo que R$ 271,5 milhões foram empenhados para o Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Compartilhe:
31/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Tabagismo no Brasil cai 37,6% nos últimos 14 anos, revela pesquisa

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil

Ministério da Saúde apresentou na última sexta-feira (29) o resultado da pesquisa por telefone sobre doenças crônicas e fatores de risco (Vigitel 2019), que mapeou a ocorrência de doenças crônicas no país. A mais comum foi a hipertensão arterial, presente em 24,5% dos entrevistados. Desde 2006, o índice vem se mantendo estável. Nas pessoas com 65 anos ou mais, este diagnóstico chegou a 59,3% das pessoas.

A obesidade atingiu o maior percentual em 14 anos, de 20,3%. Em 2006, ele era de 11,8%. A faixa com maior prevalência desta condição foi de entre 45 e 54 anos (24,5%).

Já o tabagismo caiu neste mesmo período. Esse fator de risco saiu de 14,1% em 2006 para 9,8% em 2019, uma queda de 37,6% no período. Na faixa dos 45 aos 54 anos, o percentual atingiu seu maior patamar: 52%.

A diabetes foi identificada em 7,4% dos ouvidos. Em 2006, o índice era 5,5%, um aumento de 35% no período. A prevalência foi maior nas pessoas com 65 anos ou mais (23%) e na população de menor escolaridade (0 a 8 anos de estudo) (14,8%).

Vigitel covid-19

A Vigitel sobre a covid-19, que entrevistou duas mil pessoas entre 25 de abril e 5 de maio. Destas, 87,1% relataram ter saído de casa pelo menos uma semana. O índice foi maior no Sul, Sudeste e Centro-Oeste (89,6%) do que no Norte e Nordeste (82,3%). No recorte por idade, a prática foi mais comum entre faixas etárias abaixo de 50 anos (89,5%) do que acima desta idade (82,6%).

Os motivos mais informados para a saída de casa foram comprar alimentos (75,3%), trabalhar (45%), procurar serviço de saúde ou farmácia (42,1%), estar cansado de ficar em casa (20,5%), prestar ajuda a familiar ou amigo (20,2%).

A pesquisa também perguntou aos entrevistados os principais incômodos das pessoas. Os relatados foram dificuldade de dormir ou dormir mais do que de costume (41,7%), falta de apetite ou comendo demais (38,7%), sentir-se para baixo ou deprimido (32,6%) e sentir-se cansado ou com pouca energia (30,7%).

Em relação aos cuidados, as mulheres informaram higienizar mais as mãos frequentemente (88,6%) do que os homens (80,2%).

Compartilhe:
31/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Auxílio emergencial: população deve buscar Defensoria Pública da União ou Juizado Especial Federal para reclamações individuais

Arte: canva.com

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Norte orienta os cidadãos com reclamações sobre indeferimento do auxílio emergencial a pedir reconsideração da análise no aplicativo ou site da Caixa. Caso a questão não seja resolvida, a Defensoria Pública da União (DPU) no RN pode ser acionada para adotar as medidas cabíveis em cada caso. Também é possível procurar diretamente o Juizado Especial Federal.

Atuação – O MPF tem legitimidade para atuar em defesa de direitos coletivos. No RN, são seis procedimentos ativos em relação à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Eles tratam do acompanhamento e fiscalização de ações para prevenir a disseminação do vírus, assegurar assistência de saúde adequada aos cidadãos e também sobre a situação de pagamento do auxílio emergencial, além da formação de aglomerações no entorno de agências da Caixa Econômica Federal para recebimento desse benefício no estado.

Contestação – Cidadãos que tiveram o auxílio emergencial indeferido também podem contestar a não aprovação e solicitar revisão, no próprio aplicativo ou site www.auxilio.caixa.gov.br. É só clicar em “acompanhe sua solicitação”, observar o motivo da negativa e escolher uma das opções: “realizar nova solicitação” – para casos de dados incorretos ou incompletos – ou “contestar essa informação” – para quando os dados estiverem corretos, mas a pessoa discorda do motivo da negação.

DPU – O atendimento remoto da Defensoria Pública da União no RN está disponível pelo telefone (84) 3216-2204, WhatsApp (84) 999790437ou pelo e-mail atendimento.rn@dpu.def.br. A DPU assiste pessoas com renda familiar de até R$ 2 mil.

Juizado Especial Federal – Também é possível procurar diretamente a Justiça Federal para promover o ajuizamento do pedido de auxílio, por meio do WhatsApp (84) 99461-3827 ou do e-mail centraldeatendimento@jfrn.jus.br.

Compartilhe:
31/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Problema elétrico em equipamento reduz abastecimento em cinco cidades atendidas pela Adutora Sertão Central

O Sistema Adutor Sertão Central está funcionado com vazão reduzida desde a tarde de sexta-feira (29), a partir do bombeamento de água pela Estação Elevatória de Água – 3 em Lajes. A diminuição na oferta de água foi ocasionada pela queima de dois motores em um curto espaço de tempo, e a Elevatória está temporariamente operando com apenas um dos dois conjuntos motobomba.

As cidades afetadas com a redução são: Lajes, Pedra Preta, Jardim de Angicos, Caiçara do Rio dos Ventos e Riachuelo. A previsão da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) é de que o serviço seja concluído até a noite da segunda-feira (1º), quando o sistema será religado, contando a partir da retomada do abastecimento, até 48 horas para normalizar o fornecimento para todas as áreas atingidas, ou seja, até a noite da quarta-feira (03).

Compartilhe:
31/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

RN: Previsão é de chuvas dentro da normalidade para o próximo trimestre

FOTO: RAPHAEL OLIVAR/EMPARN

Passado o período de chuvas mais intensas no interior do Rio Grande do Norte, a previsão para os meses de junho, julho e agosto de 2020, quando as precipitações se deslocam para o Leste e Agreste do estado, é de ocorrência de precipitações dentro da normalidade.

A análise foi feita durante reunião virtual de avaliação e previsão climática, ocorrida na última terça-feira (27), coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentável de Sergipe (SEDURBS/SE), e contou com a participação do chefe da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte- EMPARN, Gilmar Bristot.

A média esperada para o período no Leste do RN é de 467,8 milímetros (mm), para o Agreste é de 209,6 mm, Oeste, 81,2 e a Central é de 69,7mm. “Os modelos de previsão climática sazonal indicam a persistência da situação de neutralidade na região equatorial do Oceano Pacífico no decorrer do trimestre junho-julho-agosto de 2020 (JJA/2020), ou seja, ausência de fenômenos climáticos, tais como El Niño e El Niña”, avaliou Bristot.

Os meteorologistas não descartam a ocorrência do fenômeno La Niña até o final do ano, a depender das as condições oceânicas e atmosféricas. “Estas condições, observadas em abril e primeira quinzena de maio, mostraram uma tendência de resfriamento das águas subsuperficiais e intensificação dos ventos em baixos níveis no setor leste do Pacífico Equatorial, podendo evoluir para uma condição de La Niña até o final do ano corrente”, considerou Bristot.

Participaram da reunião, especialistas dos Centros Estaduais de Meteorologia do Nordeste (LABMET/NUGEO/UEMA/MA, SEMAR/PI, FUNCEME, EMPARN/RN, AESA/PB, APAC/PE, SEMARH/AL e INEMA/BA), do INMET e CPTEC/INPE.

BALANÇO

O primeiro quadrimestre de 2020 registrou a ocorrência de bons volumes e boa distribuição das chuvas no RN, o que beneficiou o reabastecimento das reservas hídricas do estado e o aumento da área territorial sem o fenômeno natural da seca.
A média das chuvas observadas no estado em janeiro foi de 100,7 (mm), fevereiro com 110,9mm, março com 204,7mm e abril com 154,6mm.

Compartilhe:
29/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Caixa abre mais de 2 mil agências neste sábado (30)

 Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os beneficiários do Auxílio Emergencial que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril e fizeram o cadastro por meio do site ou pelo aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial vão poder sacar, a partir deste sábado (30), a segunda parcela da ajuda em dinheiro. A Caixa vai abrir 2.213 agências, neste sábado, de 8h às 12h, para atendimento aos beneficiários. A partir desta data, também será possível a transferência do benefício para contas da Caixa ou de outros bancos.

Antes de ir a uma agência, os clientes devem consultar as unidades que estarão abertas em sua localidade no site da Caixa.

O banco escalonou os pagamentos. Neste sábado (30), poderão sacar apenas os 2,6 milhões de beneficiários nascidos em janeiro. Essa regra vale também para quem indicou contas de outros bancos para receber a ajuda.

Confira abaixo o calendário completo do pagamento da segunda parcela:

Continua à disposição do beneficiário a possibilidade de movimentação do recurso pela Poupança Social Digital. Desde o dia 20 de maio, já foram creditadas 31 milhões de contas para pagamento da segunda parcela, totalizando R$ 20,3 bilhões.

Horário de chegada às agências

A Caixa reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem nas agências durante o horário de funcionamento, de 8h às 12h, serão atendidas. Elas vão receber senhas e, mesmo com as unidades fechando às 12h, o atendimento continua até o último cliente.

O banco fechou parceria com 1.190 prefeituras em todo o País para reforçar a organização das filas e manter o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas. A triagem nas filas será reforçada, de forma que aqueles que não estão na data respectiva de pagamento em espécie não permaneçam no local.

Bolsa Família

Nesta sexta-feira (29), terminam os escalonamentos definidos para pagamento da segunda parcela aos beneficiários do Auxílio Emergencial que integram o Bolsa Família, contemplando 9,5 milhões de beneficiários, e para o pagamento da primeira parcela aos 8,3 milhões de pessoas que ainda não tinham recebido o recurso, totalizando R$ 5,3 bilhões. Mesmo após o encerramento desses calendários, os valores do auxílio continuarão disponíveis para recebimento.

Cartão de débito virtual Caixa

O beneficiário não precisa sacar o auxílio para transacionar o dinheiro. O aplicativo Caixa Tem possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone, por exemplo.

Além disso, o app disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual Caixa. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em maquininhas autorizadas com a funcionalidade do cartão virtual de débito.

Para utilizar, o beneficiário precisa gerá-lo. Para isso, o primeiro passo é atualizar o Caixa Tem. Depois, entre no aplicativo e acesse o ícone Cartão de Débito Virtual. Ele é o último da tela inicial. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do Caixa Tem. Em seguida, irá aparecer os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível.

O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código. Até a segunda-feira (25), foram movimentados R$ 719,2 milhões pelo cartão de débito virtual Caixa.

A prestação de informações sobre cadastro e pagamento do Auxílio Emergencial está disponível apenas por meio do aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial, do site auxilio.caixa.gov.br e da central telefônica exclusiva 111.

Com informações da Caixa Econômica Federal

Compartilhe:
29/05/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Prefeitura de Parelhas realizará licitação para aquisição de duas ambulâncias e três carros para saúde

A prefeitura de Parelhas, através da secretaria de Saúde, vai realizar licitação no próximo dia 15 de junho, para a compra de duas ambulâncias, que serão destinadas ao Hospital Doutor José Augusto Dantas para assistência hospitalar e ambulatorial. Além das ambulâncias, serão adquiridas 1 pick-up, e 2 carros Hatch que serão destinados para Atenção Básica do Município.

Para essas aquisições serão investidos mais de 600 mil reais, 1 ambulância será adquirida através da emenda parlamentar do deputado federal Walter Alves (MDB), 1 ambulância será adquirida através de emenda parlamentar do deputado federal Beto Rosado (PP) e 1 pick-up, e 2 carros Hatch serão adquiridos através de bancada do Rio Grande do Norte.

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros