30/07/2022
Por Danilo Evaristo em Eleições

Candidatura de Fábio Dantas ao governo do RN está oficializada

Foto: Magnus Nascimento

Concorrente ao cargo de governador do partido Solidariedade, Fábio Dantas, diz que a sua campanha eleitoral começa a partir de agora, depois que teve sua candidatura proclamada em convenção, na tarde de ontem, na presença do seu candidato a vice, o ex-prefeito do Assu, Ivan Lopes Júnior (União Brasil), com quem passou a integrar a coligação “Muda RN”.

Na convenção, o SD também anunciou a indicação do vereador de Macaíba, Igor Targino, para ser o segundo suplente na chapa do pré-candidato a senador Rogério Marinho, ex-ministro do governo Jair Bolsonaro, que terá candidatura oficializada na convenção do Partido Liberal (PL) neste domingo (31).

“É um desafio que começa a partir de hoje, para que a gente possa construir um novo Rio Grande do Norte. Uma disputa que engrandece. Quero construir junto com todos que vão nessa caminhada”.

Fábio Dantas declarou que “não quer da campanha um instrumento de disputas partidárias, mas sim para quem quer fazer esse caminho, para mostrar às pessoas que o Rio Grande do Norte pode ser muito mais do que apenas uma disputa de partido político”.

Fábio Dantas acredita que ainda no primeiro turno, possa alcançar ou ultrapassar a governadora Fátima Bezerra, que em todas as pesquisas eleitorais divulgadas até agora, aparece na frente na preferência dos eleitores potiguares: “A disputa democrática começa hoje, nós tivemos eleições como Wilma de  Faria há 20 anos, que no primeiro turno quem tinha 39%, sequer foi para o segundo turno, nós vamos vencer essa eleição e vamos vencer ela ainda no primeiro turno”.

O candidato do Solidariedade avisou, ainda, que a disputa eleitoral não é entre os concorrentes da oposição. “A minha disputa é das pessoas que querem se aliar para tirarem Fátima do poder, a disputa é com alguém que não governou o Rio Grande do Norte nos últimos quatro anos, os outros adversários vão enriquecer esse processo junto conosco, e que vença o melhor”, vaticinou.

Já o candidato a deputado estadual Luís Eduardo da Silva, que deixou a prefeitura de Maxaranguape para disputar o pleito deste ano, diz que 65% dos eleitores não decidiram, ainda, em quem vão votar para o governo, daí avaliar que Fábio Dantas poderá captar esses votos dos indecisos até às eleições de outubro.

Para o presidente do SD, Janiel Hercílio, afirmou que 81% dos eleitores potiguares afirmam não conhecer Fábio Dantas, que “é uma página em branco, que nós devemos escrever e não nossos adversários”.

O SD oficializou nove candidatos a deputado federal são o deputado estadual Kelps Lima, vereador Lawrence Amorim  (Mossoró), vereador Francisco de Assis Souto, o “Tê” (Assu), vereador Gilvan Alves (Apodi), vereadora Raimunda Nilda da Cruz (Parnamirim), empresária e ativista da causa animal Rose Guerra, professora Barbara Dantas, ex-prefeito Alessandru Pinheiro e Alves (Campo Redondo), vendedor Garibalde Leite.

O partido também lançou 22 candidatos a deputado estadual, destacando-se os postulantes à reeleição, os deputados Subtenente Eliabe, Cristiane Dantas (mulher de Fábio Dantas, Michael Diniz,  os ex-prefeitos Luís Eduardo da Silva (Maxaranguape), Valdir Medeiros (Jucurutu) e o ex-vereador mossoroense Soldado Jadson, que tem o apoio do prefeito Allyson Bezerra.

Mais cedo, na rádio Jovem Pan News Natal, o candidato Fábio Dantas informou que já conta com o apoio de 93 dos 167 prefeitos do Rio Grande do Norte, além de 35 grupos de oposição em outros municípios, mas chega como candidato de oposição sem estrutura de poder – “até a gasolina do meu carro, sou eu que boto”.

Fábio Dantas ainda posicionou que aguarda uma definição política do prefeito Álvaro Dias (PSDB). “Ninguém pode desprezar o apoio do prefeito de Natal, espero que nos apoie nesse projeto, mas vou respeitar se ele não apoiar”, disse ele, que espera ter uma conversa com Álvaro Dias.

Tribuna do Norte


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros