30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Paulo Guedes diz que, como cidadão, prefere isolamento

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ontem (29) que é preciso “respeitar as opiniões dos dois lados” ao falar sobre o isolamento social feito pela população, sob recomendação do Ministério da Saúde, para frear a expansão do contágio pelo covid-19. Ele disse entender a recomendação dos médicos embora, como economista, preferisse a volta de todos à normalidade.

“Vamos conversar sobre isso de uma forma construtiva. Eu, como economista, gostaria que pudéssemos manter a produção, voltar o mais rápido possível. Eu, como cidadão, seguindo o conhecimento do pessoal da saúde, ao contrário, quero ficar em casa e fazer o isolamento”, disse, em videoconferência com representantes da Confederação Nacional dos Municípios, no início da tarde.

Guedes acrescentou que, apesar da importância do isolamento para a saúde pública, a economia não suportará mais que dois meses estagnada. “Essa linha de equilíbrio é difícil, mas é uma questão de dois meses para rachar para um lado ou para outro. Ou funciona o isolamento em dois meses ou vai ter que liberar, porque a economia não pode parar senão desmonta o Brasil todo”. Para o ministro, um tempo de isolamento maior que esse pode provocar um “desastre total”, com um cenário de desabastecimento, aumento de juros e da inflação.

Compartilhe:
30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Ceará tem 10 altas hospitalares de pessoas com Covid-19

Foto Fabio Lima

O POVO

Estado com maior número de casos confirmados no Nordeste, o Ceará tem registrado um dado animador: a porcentagem de altas hospitalares. Até ontem, dos 38 casos que necessitaram de internação, 10 haviam recebido alta. O número é o dobro do registro de óbitos entre cearenses. As informações são do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa).

Sair do ambiente hospitalar, entretanto, não é sinônimo de cura. “O critério para hospitalização não é ter ou não ter covid-19, é a gravidade do caso. Quando se tem alta, a gente pode dizer que a pessoa está recuperada e não precisando mais dos cuidados no hospital”, explica a secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Magda Almeida. “Mas não deixa de ser um dado positivo, já que quando internada a pessoa pode estar suscetível a outros vírus. Quanto menor o tempo de internação, menor o risco de outras infecções”, completa.

A médica ressalta que os estudos desenvolvidos ainda estão em curso e mostram tempos diferentes de transmissibilidade e recuperação, além de casos raros de reinfecção. “O tempo atual para liberar às atividades cotidianas são 14 dias a partir do início dos sintomas. Esse é o período médio a partir do qual os pacientes deixam de transmitir o vírus”, explica Magda. Caso a alta venha antes do 14º dia, a recomendação é que seja cumprido o isolamento domiciliar, sem contato físico ou compartilhamento de objetos.

Já para ser considerado curado, como em outras doenças causadas por vírus, o paciente deve estar imune e ter transmissibilidade nula. A fim de ter certeza desses critérios são necessários um exame de sangue para identificação de anticorpos e um novo exame das secreções de nariz e boca para atestar a ausência do coronavírus. “Nem todo mundo está fazendo (tais exames) porque a gente está economizando recursos para os pacientes”, explicita a secretária.

Compartilhe:
30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Caern reforça mensagem de vídeo do Diretor-Presidente

Vídeo do Diretor Presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Roberto Linhares viralizou no último final de semana e gerou repercussão na imprensa e nas redes sociais. O vídeo traz a mensagem do uso racional da água, nesta segunda-feira (30) a Caern reforça a mensagem do vídeo.

O pico de consumo de água em dias normais ocorre entre 6h e 8h; entre 11h e 13h, e; entre 18 e 21h. Esses são os horários médios de maior consumo, o que corresponde justamente a um consumo residencial.

Na capital, por exemplo, o consumo industrial é ínfimo, já o consumo comercial é pequeno, observando que o maior consumo ocorre no segmento de alimentação. Outros setores comerciais têm o uso mais restrito, seja em lavabos ou para limpeza do estabelecimento.

Já o uso residencial, sem o devido controle, pode aumentar bastante o consumo. Seja através de banhos demorados, muitas lavagens de roupas, outros afazeres domésticos ou ainda para lazer (piscinas).

A Caern esclarece que já precisou aumentar o tempo de fornecimento para algumas áreas para atender a demanda. E em alguns casos que ficam em ponta de rede e em localidades que necessitam de uma pressão na rede sofreram desabastecimento na última semana. A situação é provocada justamente pelo aumento de consumo, a rede demora a pressurizar e dificulta o abastecimento.

O exemplo apresentado pelo Diretor-Presidente, Roberto Linhares, do seu condomínio, não é diferente da realidade vivenciada em outras regiões. É preciso sim que cada consumidor observe o seu consumo e faça o uso da água de forma moderada. Essa consciência tanto ajuda na distribuição de água para toda a população, como também evita que a conta de água tenha um aumento significativo.

O inverno tem trazido melhoras significativas para os mananciais. Mas o Rio Grande do Norte ainda conta com um número considerável de cidades com o abastecimento em sistema de rodízio, 76 ao todo e três em colapso. A Caern tem trabalhado para melhorar o fornecimento de água para estas cidades, quando os reservatórios permitem, a exemplo do que aconteceu com Acari e Currais Novos. Mas, em alguns lugares ainda existem limitações de mananciais.

Outra questão que deve ser levada em consideração é que os sistemas têm limitações técnicas de produção, ou seja, captação, tratamento e distribuição; além de outorgas de exploração que visam o equilíbrio do sistema. Assim, existe um limite de fornecimento de água.

Por fim, o uso racional da água é, não só neste momento de pandemia, algo essencial observando se tratar de um bem finito.

A Caern está comprometida com o abastecimento de água e esgotamento sanitário dos potiguares e com a sustentabilidade.

Compartilhe:
30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Governo do RN receberá a doação de 2.500 máscaras para os profissionais da saúde

O Governo do Rio Grande do Norte formou uma grande corrente de solidariedade com o objetivo de conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Na última sexta-feira (27), o Governo do Estado recebeu a notícia da doação de 2.500 máscaras de proteção para uso de médicos e profissionais de saúde.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI /RN) vai doar ao Estado 1.500 máscaras de proteção em acrílico do tipo ‘face shield‘, que foram desenvolvidas e produzidas pelo Instituto de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), que pertence à instituição. As primeiras 200 unidades foram entregues nesta sexta-feira (27) e serão distribuídas aos hospitais Universitário Onofre Lopes (Huol), Municipal de Natal, Gizelda Trigueiro e ao Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim.

As outras 1.300 máscaras face shield, estão sendo produzidas e serão entregues à medida em que forem concluídas. A secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) fará a distribuição junto aos hospitais de referência no interior do estado.

O secretário de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, conta que o governo também receberá até a próxima semana, a doação de mais 1 mil máscaras de proteção, doadas pela Companhia Energética Potiguar (CEP). Para ele ações como essas têm grande valor, devido a necessidade de investimento na área da saúde e a escassez de recursos. “Toda ajuda é bem-vinda. Este é um momento de unirmos forças e de contamos com a colaboração de todos que puderem contribuir para juntos enfrentarmos esta pandemia e mitigarmos ao máximo os danos a nossa população”, disse.

“A ação está alinhada com a recomendação do Departamento Nacional do SENAI em dispor toda a rede de Institutos SENAI de Inovação para desenvolver produtos e protótipos voltados ao combate do Coronavírus. Um momento em que nos damos as mãos para ajudar, também, com tecnologia e pesquisa”, disse o diretor do SENAI, Emerson Batista.

O diferencial deste modelo é a sua durabilidade, podendo ser reutilizada, respeitando-se as normas de higienização. “As máscaras têm maior tempo de uso. Se bem manuseadas e esterilizadas, podem durar de 30 a 60 dias”, explica Batista.

Para dar mais celeridade e organização ao processo de doação, o Governo do RN criou a Central de Controle de Recebimento e Distribuição de Doações de Insumos e Bens. A Central funcionará na sede da Escola de Governo, onde será instalada uma recepção específica para receber as doações. Todo cidadão, empresa ou instituição seja pública ou privada, pode contribuir.

Compartilhe:
30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Prazo para saque imediato de até R$ 998 do FGTS acaba amanhã

Foto: Divulgação / Caixa

Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil

O trabalhador que até hoje (30) não fez o saque imediato de até R$ 998 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) tem até amanhã (31) para retirar o dinheiro. Na quarta-feira (1º), todo o dinheiro não sacado retornará à conta original.

Desde setembro do ano passado, a Caixa Econômica Federal está distribuindo dinheiro de contas ativas ou inativas do FGTS. Os recursos foram liberados de forma escalonada até dezembro, num cronograma baseado no mês de nascimento do trabalhador. Ao todo, foram distribuídos cerca de R$ 40 bilhões, que serviram para estimular a economia no fim do ano passado.

O valor usado como referência para o saque imediato é o saldo de cada conta – ativa ou inativa – em 24 de julho do ano passado. Os trabalhadores com saldo acima de R$ 998 nessa data só podem sacar até R$ 500 por conta de FGTS. Quem tinha contas com até R$ 998 – montante equivalente ao salário mínimo no ano passado – pode sacar até esse valor.

Numa simulação, um trabalhador que tinha R$ 998 numa conta do FGTS e R$ 1 mil em outra conta em 24 de julho do ano passado só pode retirar R$ 998 da primeira conta e R$ 500 da segunda.

A retirada também pode ser feita por quem tinha sacado os R$ 500 da conta no ano passado e não retirou a diferença entre R$ 500 e R$ 998 em dezembro. Inicialmente, o governo permitiria apenas a retirada de até R$ 500 por conta, mas o Congresso Nacional ampliou o saque para R$ 998 para contas com saldo igual ou inferior ao salário mínimo.

Como sacar

O saque poderá ser feito pelos mesmos canais de pagamento da primeira etapa do saque imediato. Por causa da pandemia de coronavírus, a Caixa orienta o resgate por meio do aplicativo FGTS, disponível para tablets e smartphones dos sistemas Android e iOS. Nesse caso, o trabalhador pode programar a transferência do dinheiro para qualquer conta em seu nome, independentemente do banco. A operação não tem custo.

Os saques de até R$ 998 podem ser feitos nas casas lotéricas, caso esses estabelecimentos estejam abertos, e terminais de autoatendimento para quem tem senha do Cartão Cidadão. Quem tem Cartão Cidadão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, caso esses estabelecimentos estejam autorizados a abrir. Basta apresentar documento de identificação.

Atendimento

Desde a última terça-feira (24), as agências da Caixa estão funcionando em horário reduzido, das 10h às 14h. O atendimento está restrito a quem não puder resolver o problema por canais eletrônicos. As dúvidas sobre valores e a data do saque podem ser consultadas no aplicativo do FGTS, pelo site da Caixa ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800-724-2019, disponível 24 horas.

A Caixa destaca que o saque imediato não altera o direito de sacar todo o saldo da conta do FGTS, caso o trabalhador seja demitido sem justa causa ou em outras hipóteses previstas em lei.

Essa modalidade de saque não significa que houve adesão ao saque aniversário, que é uma nova opção oferecida ao trabalhador a partir de abril, em alternativa ao saque por rescisão do contrato de trabalho. Por meio do saque aniversário, o trabalhador poderá retirar parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, de acordo com o mês de aniversário.

Compartilhe:
30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

IFRN altera cronograma de processos seletivos

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) – através de sua Coordenação de Acesso Discente – retificou os prazos do cronograma de três editais para processos seletivos. A retificação altera os prazos das seleções. Com isso, o período de inscrições segue até 18 de maio de 2020. A execução das etapas das seleções para estes editais está sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Com o isolamento social em decorrência da Covid-19, os documentos foram alterados com o intuito de permitir que os estudantes interessados nos processos seletivos possam ter tempo hábil de inscrição. Abaixo, os processos seletivos que tiveram seus prazos de inscrições prorrogados:

ProITEC

Os interessados deverão se inscrever pelo Portal da Funcern. Para realizar a inscrição, é necessário efetuar o pagamento de uma taxa de R$ 30,00 (trinta reais). O aluno que não tenha acesso à internet poderá fazer a sua inscrição – assim que acabar o isolamento – em qualquer um dos campi do IFRN, em dias úteis, nos horários de funcionamento de acordo com o Anexo I do Edital.

Os estudantes que forem membros de família de baixa renda e comprovem inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), poderão solicitar a isenção do pagamento até 30 de abril de 2020, acessando a Área do Candidato e preenchendo o formulário de Requerimento de Isenção, no qual deverá, obrigatoriamente, informar o número do NIS do candidato no CadÚnico (com 11 dígitos).

De acordo com o edital, poderão participar do ProITEC alunos que estejam regularmente matriculados no 9º ano do Ensino Fundamental em escola da rede pública de ensino e que tenham cursado todas as “séries”, ou “anos” anteriores do Ensino Fundamental, exclusivamente em escola da rede pública de ensino ou aqueles que já tenham cursado todo o Ensino Fundamental, exclusivamente, em escola da rede pública de ensino.

Subsequente e Integrado (Proeja)

Para o Proeja, serão 40 vagas, para o Campus Mossoró, no curso de Edificações no período noturno; para os cursos na forma subsequente, as 1.303 vagas divulgadas envolvem 20 cursos, oferecidos em 15 campi. As inscrições, também no valor de R$ 30,00 (trinta reais), seguem até 18 de maio, no Portal da Funcern.

Para o Subsequente, o processo seletivo estará aberto aos portadores de certificado de conclusão do ensino médio (ou de curso equivalente); para o Proeja, a seleção estará aberta exclusivamente aos portadores de, no máximo, certificado de conclusão do Ensino Fundamental (ou de curso equivalente), que desejem cursar o ensino médio integrado a uma formação profissional e que tenham, até o último dia de matrícula deste Processo Seletivo, 18 anos completos.

Os interessados nos processos seletivos, com prova agendada para 5 de julho de 2020, terão das 8h ao meio-dia para responder a questões de múltipla escolha de Língua Portuguesa e Matemática, além de fazer a Produção Textual Escrita. O cronograma e os demais detalhes do Processo Seletivo podem ser consultados nos editais.

Acesse

Os documentos alterados são:

Edital nº 10/2020, referente ao Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC);

Edital nº 12/2020, referente aos Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Subsequente; e

Edital nº 13/2020referente aos Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Integrado – modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja).

Compartilhe:
30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Vice-presidente da República diz que saúde não pode ser discutida com paixão política

Hamilton Mourão – Foto: Bruno Batista / VPR

Vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão defendeu uma união em combate ao coronavírus e pediu o fim das paixões políticas nas discussões.

“Não é oito ou oitenta. Uma coisa é certa: temos de proteger a população. Em nenhum momento o governo deixou de destacar isso. Mas é óbvio que as características do Brasil são diferentes das de outros países. E isso não pode ser discutido com paixão política”, disse em entrevista para a Folha de S. Paulo.

Mourão ainda explicou as declarações do presidente Jair Bolsonaro, que classificou o coronavírus como uma “gripezinha”.

“Ele [o vírus] é sério. O presidente, quando fala de gripezinha, é o linguajar dele. Busca passar certo grau de confiança para a população. Aí a turma fica com raiva e quer pular na jugular dele”, pontuou.

Via Bahia Notícias

Compartilhe:
30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Corpo de professor universitário vítima do coronavírus no RN é enterrado sem velório e com caixão lacrado

Professor Luiz Di Souza — Foto: Aduern

Por G1 RN

O corpo do professor universitário Luiz Di Souza, vítima do novo coronavírus, foi enterrado em caixão lacrado, sem velório e com a presença de quatro familiares na noite deste domingo (29). Luiz morreu na noite de sábado após passar uma semana internado. Essa foi a primeira morte por Covid-19 no Rio Grande do Norte. Luiz tinha 61 anos e era diabético.

O sepultamento aconteceu no cemitério São Sebastião, em Mossoró. A esposa de Luiz, Margareth Souza, conta que a orientação foi para que os familiares ficassem a pelo menos três metros do caixão. “Não podíamos nem chegar muito perto”, disse. Somente ela, duas filhas e um genro puderam ir ao sepultamento. “Não permitem mais pessoas por causa do vírus”, disse Margareth.

Luiz Di Souza era lotado no Departamento de Química da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). As aulas na instituição estão suspensas desde o dia 15 de março, justamente para conter o avanço da doença no estado. A Universidade emitiu nota onde lamenta a morte do professor.

Compartilhe:
30/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Hemocentros de todo o Brasil continuam abertos para receber doadores de sangue durante pandemia

Foto: Ascom/Ministério da Saúde

A demanda por transfusões de sangue e produtos hemoderivados continua, mesmo frente à emergência de saúde pública de importância internacional em decorrência do coronavírus (Covid-19). Para manter os estoques e a rede abastecida de sangue, o Ministério da Saúde orienta a população que as doações devem continuar acontecendo neste momento em que o país registra casos e óbitos por coronavírus.

O esforço é para manter a demanda diária e contínua de sangue para atender pacientes com anemias crônicas, acidentes que causam hemorragias, complicações decorrentes da dengue, febre amarela, tratamento de câncer e outras doenças graves.

A doação de sangue é segura. Não há riscos para quem doa. Os mais de 30 hemocentros e 500 serviços de hemoterapia de todos Brasil estão preparados para receber os doadores. Esses serviços disponibilizam condições de lavagem de mãos, uso de antissépticos e acolhimento que minimizem a exposição a aglomerado de pessoas.

“Estamos incentivando o doador de sangue a sair de casa para realizar esse ato heróico porque as cidades e transportes estão mais vazios, tornando o acesso aos pontos de coleta de sangue mais seguros e confortáveis. A população brasileira é reconhecida por sua postura solidária e certamente dará mais este bom exemplo ao mundo”, destaca o coordenador de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Rodolfo Duarte Firmino.

É importante lembrar que não há um substituto para o sangue e a disponibilidade é essencial em diversas situações. Em muitos casos, a disponibilidade de sangue é determinante para o sucesso de um tratamento.

Mesmo que nenhum estado tenha relatado falta de sangue até o momento, o estado de Santa Catarina, por exemplo, tem dependido da ajuda de outras unidades da federação para tratamento de casos de febre amarela em humanos.

Com informações do Ministério da Saúde

Compartilhe:
29/03/2020
Por Danilo Evaristo em Notas

Rio Grande Norte tem 68 casos confirmados de covid-19

O número de casos confirmados aumentou para 68 neste domingo (29). De acordo com o boletim epidemiológico, são 1.414 suspeitos, 367 casos já descartados e 1 óbito.

Um caso suspeito, após a realização dos exames, pode ter dois resultados: confirmado ou descartado para o novo coronavírus; deixando de ser enquadrado como suspeito.

O Governo do RN está realizando todos os esforços necessários para proteger a população. Faça a sua parte e ajude a combater a Covid-19. Fique em casa e não esqueça: lave as mãos frequentemente.

#FiqueEmCasa
#ProtejaQuemVocêAma
#RNContraCovid19

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros