23/05/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Transmissão de cargo de reitor da UFRN será em junho

A cerimônia de transmissão oficial do cargo de reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), momento no qual a atual reitora Ângela Maria Paiva Cruz, passa a administração da instituição para o reitor eleito para o quadriênio 2019-2023, José Daniel Diniz Melo, será realizada no dia 03 de junho, às 19h, em solenidade no Teatro Riachuelo. A posse é uma Assembleia Universitária oficial e contará com a apresentação da Filarmônica UFRN.

“A solenidade não envolverá recursos públicos da UFRN, pois a contratação do espaço para o evento foi com recursos próprios da FUNPEC, instituição de direito privado que tem apoiado a universidade em diversos eventos acadêmicos, parceria esta amparada inclusive em resolução do Conselho Deliberativo da FUNPEC”, colocou a pró-reitora adjunta de Administração, Maria do Carmo Araújo de Medeiros Fernandes de Oliveira.

Tradicionalmente realizado fora da instituição devido a grande quantidade de pessoas que comparecem, bem como à indisponibilidade de auditórios e anfiteatros na instituição adequados para eventos deste porte, a opção pelo Teatro Riachuelo aconteceu em virtude de ser a menos onerosa dentre as opções disponíveis, já que conta com toda infraestrutura necessária, sendo esta a única despesa custeada para o evento.

“Como a posse do Reitor da UFRN é uma solenidade que conta com a presença não só de pessoas da comunidade universitária, mas também de toda a sociedade potiguar, temos a expectativa de um grande número de pessoas”, complementou Maria do Carmo. A solenidade de transmissão do cargo é precedida da assinatura do termo de posse do novo gestor, em cerimônia no MEC. Neste caso, o ato acontece na próxima terça-feira, 28, na sede do Ministério da Educação, em Brasília, a partir das 11h.

Compartilhe:
23/05/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Com apoio do Governo, queijeiro do Seridó participa de competição na França

Foto: Elisa Elsie/ASSECOM/RN

Lucenildo Firmino, 40 anos de idade, produtor de queijo artesanal de coalho e de manteiga em Tenente Laurentino Cruz, município da região Seridó, distante 254 quilômetros de Natal, vai expor os produtos que fabrica na Queijeira Serra de Santana na 4ª edição da Mondial Du Fromage – Et Des Produits Laitiers, na cidade de Tours, na França, no período de 02 a 04 de junho próximo.

“Galego”, como Firmino é mais conhecido, tem apoio do Governo do Estado para participar do evento internacional e integra um grupo de 39 produtores artesanais que estão sendo beneficiados com financiamento para construção das instalações físicas e equipamentos para aperfeiçoar a produção.

A governadora Fátima Bezerra recebeu o produtor em seu gabinete nesta quinta-feira e o parabenizou enfatizou o apoio do governo ao setor do queijo. “Nós estamos executando um grande projeto que vai beneficiar, valorizar e dar mais qualidade ao nosso queijo. O Seridó tem uma cultura de 300 anos na produção de queijos, mas agora estamos fazendo mais, criando as condições para a certificação, dando segurança sanitária, organizando a cadeia produtiva. Tudo isso terá enorme impacto econômico e social, valorizando os produtos e os produtores e ainda os consumidores que terão alimentos de qualidade assegurada. Todos ganham”, disse a chefe do Executivo estadual.

O projeto de valorização do queijo artesanal do Seridó integra o programa Governo Cidadão, do Governo do Estado, que é financiado com recursos do empréstimo ao Banco Mundial. Estão sendo investidos R$ 23 milhões em 39 queijeiras cadastradas.

O titular da Secretária Extraordinária de Gestão de Projetos e Metas de Governo e Relações Institucionais, Fernando Mineiro explica que “o objetivo é a regularização sanitária das queijeiras com adequação da infraestrutura, aquisição de maquinário e equipamentos necessários, melhoria na logística do transporte, comercialização e capacitação dos funcionários na comunidade. A regularização é importante para que as cooperativas recebam o selo das instituições sanitárias vigentes: Serviço de Inspeção Municipal; Instituto de Defesa e Inspeção Sanitária (IDIARN); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)”.

Antes do convite para expor seus queijos na França, “Galego”, que adquiriu a queijeira do seu irmão em 2016, classificou os produtos em eventos regionais e nacionais. Em 2017 foi medalha de ouro com o queijo coalho numa mostra promovida pelo Sebrae. Em 2018, no Encontro Nordestino de Laticínios, ganhou medalha de prata com o queijo de manteiga e medalha de bronze com o queijo coalho. Ainda em 2018, em um concurso nacional em São Paulo, ganhou medalha de prata para o queijo de manteiga. Ao todo, a Queijeira Serra de Santana acumula nove premiações nacionais e regionais.

“Participar deste concurso na França é reconhecimento ao nosso trabalho. Não só meu, mas das 44 famílias de produtores familiares que fornecem o leite para nossa queijeira e também para toda a cadeia produtiva”, afirmou. Ele disse que o reconhecimento já obtido, “permitiu uma melhoria na comercialização dos queijos e isso eu repassei para meus fornecedores, em torno de 10%”, fez questão de declarar.

Hoje “Galego” trabalha com a esposa e dois funcionários e produz em média 160 quilos por dia. Com os investimentos proporcionados pelo Governo do Estado, a queijeira Serra de Santana terá capacidade para processar até quatro mil litros de leite em dois turnos, diariamente, que resultará em 400 quilos de queijos e manteiga de garrafa.

Compartilhe:
23/05/2019
Por Danilo Evaristo em Currais Novos

Profissionais de saúde de Currais Novos são orientados para evitar adoção ilegal

Como é prática na Comarca de Currais Novos, médicos, enfermeiras, agentes de saúde, psicólogos e assistentes sociais do Hospital Regional da Cidade participaram, em 21 de maio, de uma palestra do juiz Marcus Vinícius Pereira Júnior a respeito dos procedimentos que devem ser seguidos quando for contatada a existência de criança em situação de eventual adoção. A atividade fez parte da programação da Semana Estadual da Adoção, no município seridoense.

“Quando as pessoas interessadas em adotar têm consciência de que o Cadastro Nacional de Adoção funciona de maneira efetiva, o resultado é que os pretendentes a acolher a criança em sua família, não buscam a adoção ilegal e automaticamente a fila da adoção anda, como acontece em Currais Novos”, ressaltou o magistrado em sua fala aos profissionais de saúde. Naquela comarca, constantemente, os casais candidatos à adoção são chamados para iniciar um período de convivência com as crianças.

Marcus Vinícius reforça que a adoção ilegal, prática que preocupa autoridades, órgãos governamentais e profissionais que lidam com a realidade da adoção no Brasil, é um dos entraves para que a fila existente no cadastro não ande como seria o desejável. “Pelo fato da existência de adoções irregulares, o Poder Judiciário vem conscientizando os profissionais de saúde e explicando como e o que deve ser feito para evitar tal situação, tanto para evitar possível negligência dos pais como a entrega direta para a adoção”, completou o juiz.

Compartilhe:
23/05/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Procissão de Santa Rita de Cássia leva 80 mil pessoas às ruas de Santa Cruz

Foto: Ivanízio Ramos/ASSECOM

Símbolo de fé e religiosidade do povo potiguar, a Padroeira da cidade de Santa Cruz, Santa Rita de Cássia, levou cerca de 80 mil pessoas às ruas, para as celebrações da missa e a procissão. O evento religioso reuniu romeiros e turistas vindos de diversas regiões do Rio Grande do Norte e de estados vizinhos. O dia 22 de maio, é celebrado mundialmente como o Dia de Santa Rita de Cássia, conhecida como a santa das causas impossíveis, o seu santuário em Santa Cruz, recebeu o título de maior estátua católica do mundo.

A governadora Fátima Bezerra e os deputados estaduais Francisco de Assis (Francisco do PT) e  Ubaldo Fernandes, participaram da missa celebrada pelo arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, e em seguida, também acompanharam a procissão que percorreu as principais ruas da cidade e terminou no pátio da Igreja Matriz.

“É momento de renovar a nossa fé e pedir a intercessão de Santa Rita por dias melhores para nosso Rio Grande do Norte. Eu não poderia deixar de vir participar desta festa tão bonita. Este é um dos principais eventos religiosos do Rio Grande do Norte, que recebe romeiros e turistas de outros cidades e estados, consolidando duas diferentes vertentes do turismo: religioso e do interior”, destacou a governadora.

Desde o último dia 13, Santa Cruz comemora a festa da padroeira Santa Rita de Cássia e assume o papel de “capital da religiosidade do Rio Grande do Norte”, por conta das comemorações alusivas à santa. A cidade recebe visitantes das mais diversas regiões do RN e estados vizinhos como Pernambuco, Ceará e Paraíba. Segundo o prefeito Ivanildinho Filho, somente no último domingo(19), cerca de 300 ônibus de turistas e peregrinos lotavam o estacionamento principal do Santuário de Santa Rita de Cássia. Além de visitantes vindos em ônibus,  famílias se deslocaram em carro particulares.

A festa da padroeira movimenta e impacta positivamente toda a economia do município, desde o setor de hospedagem, aos bares, restaurantes, supermercados e os pequenos comerciantes informais que vendem desde produtos religiosos à alimentação. O deputado estadual Tomba Farias e o prefeito Ivanildo Filho, também estavam presentes na procissão.

Após participar das celebrações na cidade de Santa Cruz, a governadora Fátima Bezerra, esteve no bairro de Ponta Negra, na Paróquia de Santa Rita de Cássia, para celebrar também, junto à sua comunidade, as festividades em homenagem à Santa Rita de Cássia dos Impossíveis. Ao lado do diretor do Departamento de Estradas de Rodagem – DER, Manoel Marques, Fátima acompanhou a procissão que percorreu as ruas do bairro e encerrou com uma benção na igreja matriz.

Compartilhe:
23/05/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Tribunal mantém desbloqueio em conta do Estado

O Tribunal de Justiça negou pedido feito pelo Ministério Público para bloquear R$ 3,7 milhões da conta do Estado do Rio Grande do Norte para melhoramentos estruturais na Escola Estadual Hilton Gurgel de Castro, em São José de Mipibu, no prazo de 60 dias. O entendimento dos desembargadores do Pleno manteve decisão da Presidência do Poder Judiciário, ainda na gestão do então presidente, desembargador Expedito Ferreira, que havia deferido pleito do Estado para suspender efeitos da sentença de primeiro grau no sentido de bloquear os recursos.

O Estado alegou que a decisão de primeira instância, da Vara Única de São José do Mipibu, caracterizou lesão à ordem pública e à ordem econômica, ocasião em que o então presidente da Corte Potiguar deferiu a suspensão pleiteada, ao considerar que a manutenção da decisão proferida na primeira instância causaria grave lesão ao interesse público primário, tendo em vista a situação de crise financeira em que se encontraria o Estado e a imprevisibilidade quanto ao momento em que será utilizada a verba bloqueada.

“O fato é que, conforme é possível verificar, resta bloqueado, há aproximadamente seis meses, os valores, a fim de resguardar a realização de reforma na Escola Estadual descrita nos autos, para qual resta ainda pendente projeto básico executivo, não sendo possível inferir se o valor constrito é o necessário, ou se mostra excessivo para seu fim”, define o presidente atual do TJRN, desembargador João Rebouças.

“As alegações do Ministério Público não são suficientes para firmar juízo diverso daquele lançado quando da concessão da suspensão pelo então presidente à época, restando evidenciado o risco de lesão grave a interesse público primário”, acrescenta.

Segundo a decisão de segunda instância, nos limites de cognição devidas no incidente processual, verifica-se que há indícios de ação planejada da Administração Pública quanto a questão posta na ordem judicial, direcionada à unidade escolar em questão, o que deve ser preservado, até que ocorra o trânsito em julgado (expressão usada para uma decisão ou acórdão judicial da qual não se pode mais recorrer) da sentença, que é o alvo do incidente processual.

“Mesmo porque, ações desta natureza não devem ser adotadas isoladamente, mas de forma sistematizada, sob pena de tornar ainda mais precárias outras unidades de igual natureza, com direta ingerência na ordem administrativa do Estado”, conclui o presidente do TJRN.

Compartilhe:
22/05/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

“Não sei se ele é doido ou é ruindade mesmo”, diz Nelter sobre sugestão dada pelo ministro da Educação a alunos da UFRN, IFRN e Ufersa

O deputado estadual Nelter Queiroz não gostou da sugestão dada pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, e disse que ele deveria ser afastado do cargo. “Esse ministro da educação deve ser afastado imediatamente, não sei se ele é doido, comendo corda ou é ruindade mesmo”, disse Nelter nesta quarta-feira (22) no Twitter.

O ministro sugeriu que alunos da UFRN, IFRN e Ufersa assumam as atividades de funcionários terceirizados, como limpeza, segurança e manutenção. A sugestão foi dada pelo ministro na última segunda-feira (20), quando Abraham Weintraub recebeu deputados federais e senadores do Rio Grande do Norte e reitores de instituições federais de ensino do estado. A pauta teve objetivo de discutir o contingenciamento do orçamento das instituições e apresentar o impacto da medida nas instituições.

Compartilhe:
22/05/2019
Por Danilo Evaristo em Jucurutu/RN

Nelter Queiroz cobra implantação da UERN em Jucurutu

Durante pronunciamento realizado nesta terça-feira (22), na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) cobrou ao Governo do Estado que realize a devida implantação de Núcleo Avançado de Ensino Universitário da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) no município de Jucurutu.

A cobrança do parlamentar se baseia na Lei nº 8.253/2002, de sua autoria, que dispõe sobre a autorização para criação de Núcleo Avançado de Ensino Universitário na cidade de Jucurutu, vinculado à UERN. “Como professora, sei que a governadora Fátima Bezerra [PT] investirá pesado na UERN. Com base em Lei de nossa autoria, requeremos à devida criação da UERN em nossa Jucurutu, uma vez que Jucurutu é um município polo e importante”, destacou.

Nelter Queiroz também destacou, em seu pronunciamento, a viabilização de importantes obras que trarão o desenvolvimento para Jucurutu e região, como a barragem Oiticica e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). “Faço um apelo a governadora Fátima para que a gente discuta a implantação da UERN em Jucurutu”, clamou o deputado, que se colocou à disposição para destinar emendas parlamentares para viabilizar este pleito.

Compartilhe:
22/05/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Documentário narra histórias da UFRN em 60 anos de existência

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) lança nesta quinta-feira, 23, o documentário comemorativo aos 60 anos da instituição, com a mostra de um teaser do vídeo durante a inauguração das novas instalações do Núcleo de Arte e Cultura (NAC). A solenidade acontece às 17h, no anexo térreo da Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM).

A versão completa será disponibilizada no Portal da UFRN, www.ufrn.br, e no canal do Youtube da UFRN, https://bit.ly/2CCgDZY.

O vídeo resume seis décadas de história em 38 minutos de duração, a partir de depoimentos das pessoas que viveram diferentes fases e experiências na universidade. Ex-reitores, servidores e estudantes relatam fatos importantes e compartilham suas impressões sobre a UFRN, que encerra as ações comemorativas ao sexagenário com o material produzido pelo cineasta Fábio DeSilva.

O documentário resgata desde a criação da universidade, em 1958, passando por lembranças de períodos como a ditadura militar, até chegar aos avanços e contribuições da UFRN na produção de tecnologia e conhecimento por meio do ensino, da pesquisa e da extensão, com destaque para a interiorização, a inclusão e o apoio à cultura e arte.

Compartilhe:

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros