09/02/2019
Por Danilo Evaristo em Notas

Presidente da FIERN e secretário de Desenvolvimento tratam sobre câmara setorial

A indústria do Rio Grande do Norte terá uma Câmara Setorial, que deverá funcionar como um órgão colegiado para tratar dos desafios e programas que incentivem o crescimento deste segmento no Estado.  A formação deste fórum foi confirmada durante reunião do presidente do Sistema FIERN, Amaro de Araújo Sales, com o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado.

A Câmara Setorial — que será constituída com representação do governo estadual, da FIERN e de demais instituições relacionadas com o segmento industrial — deverá ter, inicialmente, encontros mensais. “Mas de acordo com a necessidade e avanços das discussões o próprio colegiado poderá avaliar encontros mais frequentes”, explicou Jaime Calado.

“Essa proposta que o secretário Jaime Calado apresentou para formação da Câmara é oportuna, porque teremos um fórum para tratar dos problemas da indústria e de alternativas para superarmos os desafios deste setor”, disse Amaro Sales.

Jaime Calado destacou que as Câmaras Setoriais vão assegurar um diálogo que assegurem a discussão sobre as programas, ações e projetos do governo voltados para cada setor da economia do Rio Grande do Norte.

O presidente da FIERN também fez o convite a Jaime Calado e ao secretário adjunto, Sílvio Torquato, para que participem do Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA), que será realizado em setembro, pela primeira vez, em Natal. O EEBA é organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Federação das Indústrias Alemãs (BDI) e tem como finalidade o estreitamento das relações comerciais entre os dois países. Trata-se, disse Amaro Sales na reunião, de uma oportunidade para empresários e empreendedores do Brasil e da Alemanha terem uma aproximação para que façam ou ampliem negócios, parcerias e cooperação.

Durante a reunião na Secretaria de Desenvolvimento, o presidente da FIERN e o secretário também trataram de outros assuntos de interesse da indústria do Estado, como o Proadi, o incremento da Agência de Fomento do Rio Grande do Norte, o setor salineiro, o programa RN Mais Gás e o incentivo à inovação e à competitividade.

“Tivemos um excelente encontro para a qual trouxemos os principais assuntos relacionados com o setor industrial potiguar e, com isso, asseguramos um diálogo permanente que deve avançar para que essas questões tenham um tratamento favorável ao desenvolvimento do Rio Grande do Norte”, disse Amaro Sales.


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros