04/05/2014
Por Danilo Evaristo em Brasil, Notas

Reclamações contra bancos quadruplicam no Brasil

Quando a relação entre empresa e cliente se torna conflituosa, reza a cartilha que reclamar é a melhor forma, quando não a única, de o consumidor ter seu direito atendido. A máxima vale, sobretudo, para problemas relacionados a bancos, uma das atividades empresariais que quase sempre figuram no topo de rankings de queixas de consumidores.

Não é por acaso. Apenas nos últimos cinco anos, o volume de denúncias e reclamações contra instituições financeiras mais do que quadruplicou no país. As ocorrências desse tipo pularam de 88,8 mil, em 2008, para 377,3 mil em 2013. Os números constam de levantamento feito com base em dados do Banco Central (BC).

A pesquisa não reflete, contudo, todo o universo de queixas contra bancos no país. “Em geral, as pessoas só procuram o Banco Central quando já esgotaram todas as possibilidades de diálogo com as instituições financeiras”, observa o chefe do Departamento de Atendimento ao Cidadão do BC, Fernando Dutra.

Nesses casos, o órgão atua como mediador de conflitos. Após ouvir a reclamação do cliente, encaminha uma carta ao banco e dá prazo de 10 dias úteis para que a instituição formalize uma resposta. O BC afirma que pode aplicar sanções administrativas aos que descumprem o prazo ou mantêm uma postura de desrespeito ao cliente.

* Via Gláucia Lima


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Busca no Blog

Facebook


Twitter


Parceiros